Análise de cores com Estilizando DF - Parte final

Chegamos na 3ª e última parte do nosso guia de análise de coloração pessoal com a equipe Estilizando DF. Fizemos a minha análise de coloração pessoal - onde descobrimos que sou da cartela Primavera Verdadeira - e falamos sobre o método sazonal expandido.
Agora, continuaremos com a Análise de Cores!


Quente, fria ou neutra?

Nessa análise, a primeira coisa que a gente descobre é a temperatura da pele da cliente, que pode ser quente ou fria. Mas essa definição só acontece se a temperatura for a característica mais importante da coloração pessoal dela. Se não for, o resultado de temperatura vai dar “neutra”, e aí a gente analisa outros fatores, como a profundidade (tons delicados ou profundos) e a intensidade (tons vivos ou opacos), por exemplo.




Mas, você pode ter uma pista da temperatura da sua pele olhando pro seu guarda-roupas: Quem se sente mais bonita (com cara de saudável, radiante) usando pink, preto, tonalidades de azul e lilás pode ter a coloração mais fria, e quem se sente maravilhosa quando usa peças alaranjadas, douradas, salmão ou turquesa, pode ter a coloração mais quente.

Outra pista da temperatura da sua pele é a reação que ela tem ao sol: Quem tem a pele fria costuma ficar vermelha, enquanto as pessoas que têm a pele quente bronzeiam. 

Após identificar se a sua pele é quente, fria ou neutra, a análise continua testando as possibilidades. Se o resultado for quente, testaremos outros dois conjuntos de tecidos, sendo primavera ou outono puro. Para a pele fria, a comparação para o resultado final é entre inverno ou verão verdadeiro. Caso a pele seja neutra, muito comum na miscigenação brasileira, serão testadas oito possibilidades. 



Como usar as cores que não estão na sua cartela

Uma das maiores dúvidas que as clientes têm ao fazerem a análise de coloração é quanto às cores que elas mais gostam, e se vão precisar jogar fora as roupas de cores que não a favorecem. O que eu ensino pra elas, eu vou ensinar pra vocês aqui.

Os efeitos das cores “certas” ou “erradas” acontecem no nosso rosto, então, existem três formas de usar as cores que você gosta e que não estão na sua cartela:

· Usando maquiagem, para alterar as características da pele;

· Usando as cores ou tonalidades que não estão na sua cartela na parte de baixo do corpo (calças, saias, shorts, sapatos); ou

· Usando uma terceira peça de uma cor da sua cartela por cima, para sobrepor a informação “errada”.

Como usar as cores

Cor é o elemento que mais chama a atenção em um look, e mais que aprender quais são as suas melhores cores, a cliente da consultoria de estilo aprende a coordenar as cores de acordo com o seu contraste pessoal e o seu estilo.

Contraste na coloração pessoal

Na análise de coloração pessoal, uma das características que eu observo na cliente é o contraste pessoal que ela tem nas cores dela (pele, olhos, cabelo), para ensinar a repetir o mesmo tipo de contraste nas coordenações de roupas que ela usa, para que fique tudo mais harmônico.

Se a pele e os cabelos são claros (ou a pele e o cabelo são escuros), o contraste é bem baixo, então essa pessoa vai ficar mais bonita se repetir o baixo contraste também nas roupas e nos acessórios (tipo blusa branca e blazer rosa claro). 

Se a cliente tem a pele inda mais clara mas o cabelo não tão escuro ou se o cabelo é escuro mas a pele não é tão clara – o contraste dela “cai” um pouquinho e fica médio, o que pode ser repetido na coordenação de cores das roupas também (como camisa rosa e saia cinza).

Se uma pessoa tem pele clarinha e cabelo super escuro, ela tem um alto contraste entre esses dois tons e pode fazer altos contrastes também na hora de coordenar as cores que vai usar (tipo uma blusa branca e uma calça preta).

Foto para analisar o contraste pessoal:

Análise de cores com Estilizando DF - Parte final

Uma real mudança de percepção de vida: a hora das compras é muito mais especial, pois sei que usarei o conhecimento com a análise para o meu bem!! 

Faça a sua análise de cores com a Estilizando DF! Valores especiais para nossos leitores!

Estilizando DF
Danniela Paschoalinn (61) 9 8171-7361
Fabiola Mores (61) 9108-0295