Aplicando a Mágica da Arrumação

 
Aplicando a Mágica da Arrumação


Marie Kondo. 

Este é o nome da guru da arrumação. Desde pequena, seu passatempo era arrumar seu quarto e suas coisas, e, não sendo o bastante, incomodava a família arrumando tudo por onde passava. 

Acho que não tinha assunto melhor para ler e organizar minha vida neste ano de 2016. Não que eu fosse (ou seja) uma pessoa desorganizada, mas quando comecei a ler vi que estava tudo uma bagunça ao meu redor. Você pode até se identificar com estes palavras, mas na prática é exatamente como eu disse. 

Aplicando a Mágica da Arrumação

Como falei no post anterior (leia aqui), ganhei o livro A mágica da arrumação - A arte japonesa de colocar ordem na sua casa e na sua vida de presente de Natal.

Sempre achei que sabia de muito sobre arrumação, até porque sou dona de casa e sempre achamos que a forma que cuidamos do nosso lar é a melhor forma. Onde guardamos, como guardamos, e porque guardamos. Tudo do nosso jeito, que sempre deu certo. Mas será que é o melhor e o mais prático?

Retornei de viagem, depois de alguns dias na minha terra natal, o Ceará. Logo no primeiro dia foram 3 sacolas de, digamos, lixo. Papeis, caixas, envelopes, folders, cartões de visita que já foram catalogados online. Tudo para o lixo. Fiquei impressionada com a quantidade de coisas que pude guardar e também com o espaço que sobrou. Iluminou o ambiente e eu respirei fundo com alívio proporcionado pelo “desapego de papel”. Que delicia!!! 

Vi que sou capaz de desapegar, até porque um dos trechos que ela diz é “Guarde os objetos porque gosta deles, e não porque sim”. Este é o meu lema de agora em diante – ainda faltam várias partes da casa para passar por este “detox”, mas, fica a dica de leitura. Vale a pena cada capitulo, apesar de algumas partes se repetirem: creio que seja estratégia para deixar bem guardado na nossa memória a mensagem da autora do best seller, primeiro lugar na lista do The New York Times.

Aplicando a Mágica da Arrumação

Descartar, descartar, descartar. Este é o objetivo principal do livro. Vai contra muita coisa que vemos e ouvimos todos os dias com relação ao consumismo. 

A minha lição é: grande parte da nossa bagunça é totalmente composta por coisas dispensáveis. Claro que não nos faz parar de consumir, mas transforma a nossa percepção sobre o que realmente necessitamos, fugindo do supérfluo ou das modas que são totalmente descartáveis. Sempre fui a favor da compra consciente, e agora, mais ainda.

“Rodeado apenas do que ama, você se tornará mais feliz e motivado e criar o estilo de vida com que sempre sonhou”. Marie Kondo





Beijos, amores.