{Saúde} O pilates também pode ser um ótimo aliado no combate ao câncer de mama


O pilates também pode ser um ótimo aliado no combate ao câncer de mama



O câncer de mama provoca várias alterações no corpo e também no psicológico da mulher. O tratamento contra essa patologia pode provocar sensações pontuais de fadiga muscular, perda da força muscular, que é conhecido como astenia.

Esses problemas associados a depressão, que é comum em pessoas acometidas pelo câncer, podem ser amenizados por meio da atividade física e entre elas o Pilates, que é sem dúvida considerada uma atividade de grande indicação, pois é uma pratica de baixo impacto e com uma capacidade de adaptação para as necessidades e habilidades das pessoas que sofrem com câncer de mama muito grande.

Hoje o grande foco dos estudos é descobrir se o treinamento físico, seja com o método pilates, ou com qualquer outra forma de terapia física, influencia nos efeitos anticancerígenos da terapia citotóxica convencional.

O pilates também pode ser um ótimo aliado no combate ao câncer de mama
É sabido que a interação potencial entre o exercício e a eficácia da quimioterapia é biologicamente plausível, segundo a fisioterapeuta PHD em pilates Eliane Coutinho.

O pilates, considerado uma atividade muito estimulante e de baixo impacto, ajuda a diminuir o nível de stress, pois trabalha a conexão entre mente e corpo, essencial para diminuir o nível de depressão desses pacientes com diagnóstico de câncer de mama. Seus exercícios provocam uma redução significativa nas taxas de câncer, especialmente de colo e mama. As possíveis explicações devem estar na redução nas reservas de gordura, aumento do gasto energético compensando a dieta rica em gordura.

Os exercícios também ajudam a equilibrar as alterações relacionadas aos níveis de hormônios sexuais, função imune, insulina, fatores de crescimento semelhante a insulina, geração de radicais livres e os efeitos diretos sobre as células tumorais. Dessa forma, é nítido o efeito benéfico do método Pilates sobre a qualidade de vida sobre mulheres com câncer de mama.

O pilates influencia diretamente na postura do tronco, uma vez que os exercícios trabalham a organização escapulo-torácica, melhorando a dinâmica dos movimentos do ombro e evitando dores na região das mamas. O pilates também ajuda a melhorar os movimentos de todo o membro superior, e da coluna-torácica.

Além de tratar das alterações musculares e articulares, o método também trabalha o componente psicológico da mulher. O tratamento com o pilates está indicado para todas as mulheres com câncer de mama, pois aumenta a autoestima, melhora as dores articulares na área dos ombros, melhorar a mobilidade escápula-torácica, contudo, deverá ser suspenso durante a quimioterapia ou radioterapia, ou com concentração de leucócitos abaixo do desejado. 
A atividade também deve ser sempre acompanhada pelo oncologista que poderá suspender ou indicar a qualquer momento a prática do método.

Para saber mais consulte o site da Fisiociência®




Como vocês sabem, tenho feito Pilates desde o início do ano no Alinhar Pilates e percebo muitas mudanças no corpo, além da respiração. 
Um super beijo a todos!!

Conheça e Siga nossas redes sociais:

Instagram: @modaegestao
Youtube: Dariane Vale
Periscope: Dariane Vale
Snapchat: Dariane.Vale
Pinterest: Moda e Gestão
LinkedIn: Dariane Vale

Loja on line> www.darianevale.com.br



Sobre a Profª. PHD Eliane Coutinho e a Fisiociência®
Há mais de dez anos a Profª. PHD Eliane Coutinho fundou a Fisiociência® Pilates com o objetivo de capacitar fisioterapeutas, educadores físicos, médicos, terapeutas ocupacionais e dançarinos com curso superior a desenvolver e aplicar o método Pilates na prevenção, condicionamento e tratamento de distúrbios musculoesqueléticos. A Fisiociência® é um centro de formação com marca registada com reconhecimento Nacional e tem como base formações para profissionais e atendimento ao público com o original Pilates Clássico Cientíifco®. Com formação sólida, a fisioterapeuta é especialista em Avaliação do Aparelho Locomotor, Mestre em Processos de Avaliação e Intervenção em Fisioterapia pela UFSCar-SP e Doutora-PHD em Fisioterapia: Subárea em Plasticidade Músculo Esquelética pela UFSCar-SP com parceria com a Unicamp-Campinas e atualmente desenvolve pesquisa de pós-doutorado no Método Pilates na USP-SP. Possui formação no Método Pilates Clássico pela linha Canadense Stott Education Program. Também é certificada em Water Pilates pela Aquatic Exercise Association (AEA), nos Estados Unidos. É membro da Pilates Method Alliance (PMA) nos Estados Unidos, maior órgão representativo do método no mundo, é membro fundador da ABRAPI (Aliança Brasileira de Pilates). Atualmente escreve o primeiro livro de Pilates Studio que será publicado em português no Brasil, pela Editora Phorte. Seus vídeos no canal do You Tube mostram a repercussão de suas aulas entre os profissionais.

Peças usadas nas fotos: Click Chique