{Casa Cor} Recanto nas Nuvens homenageia Flora Brasileira


Recanto nas Nuvens homenageia Flora Brasileira



Os arquitetos Márcio Corrêa e Cecília Werneburg trazem muita inovação e criatividade para a 24ª Casa Cor Brasília. O nome do ambiente, Recanto nas Nuvens, já explica muita coisa. É um espaço isolado onde as pessoas podem fazer atividades que lhes dão prazer e aproveitar momentos de felicidade e relaxamento. Um local amplo e multifuncional, com 135m², unindo living, home-theatre, jantar e adega. Tudo composto para explorar o tema da brasilidade de forma chique e inovadora.

Recanto nas Nuvens homenageia Flora Brasileira

As estrelas principais do ambiente são elementos, móveis e objetos com a cara do Brasil. Madeira de reflorestamento, pau-brasil, algodão e referências religiosas permeiam toda a decoração. Um dos destaques são as esculturas de algodão cru em estruturas metálicas, altas o suficiente para ir do piso ao teto. Elas são uma presença marcante, que aguça a curiosidade e o olhar do público. O sentido do tato também é estimulado: as pessoas vão poder tocar nas peças. A preferência pelo algodão foi uma maneira de homenagear a planta, que é uma das principais culturas do agronegócio brasileiro.
Recanto nas Nuvens homenageia Flora Brasileira

Outra atração surpreendente é um quadro sustentável confeccionado manualmente por Márcio Corrêa. Ele reutilizou 2304 cápsulas de café para reproduzir uma parte do teto pintado por Mestre Ataíde, no século XVII, na Igreja de Santo Antônio em Santa Bárbara, Minas Gerais. As inspirações mineiras também estão na entrada do espaço, em duas portas antigas de casas de Tiradentes com pinturas de pássaros da fauna brasileira.

Recanto nas Nuvens homenageia Flora Brasileira


O clima de interior é completado pela utilização criativa de elementos típicos do país. Uma forma de rapadura é utilizada como uma obra de arte e lanças de palmeira jerivá funcionam como objetos, lembrando a riqueza da flora tupiniquim.
O tom é, ao mesmo tempo, rústico e moderno. A escolha dos revestimentos é prova disso. Uma grande parede é coberta com azulejos de madeira e laca branca da série Brasiliana da Oca Brasil, exclusividade Vallori no Distrito Federal. O ambiente ainda conta com lambris de madeira teca da mesma marca e pisos em porcelanato e peças cimentícias.
A dupla de arquitetos também quis marcar a brasilidade na escolha dos móveis, que são de fabricação nacional. E decidiram subverter algumas “regras”: peças para exteriores foram trazidas para o espaço interno.
Há também uma grande TV e alguns quadros exibindo fotos de nuvens e motivos que remetem a anjos e a ascensão de Maria ao céu. E, por fim, três adegas com capacidade para 420 garrafas permitem a degustação de vinho em bancos próximos, sofá ou mesa de jantar/degustação. Assim, o público pode desfrutar de uma atmosfera de leveza e lazer.

E é claro que nós visitamos o espaço que está INCRÍVEL:

Casa Cor 2015
Com Márcio Corrêa e Cecília Werneburg

Veja mais informações sobre o Casa Cor 2015 aqui.

Beijos!!