{Moda} Moda Inclusiva com Desfile de Antonio Urzi

Moda Inclusiva com Desfile de Antonio Urzi

Pela primeira vez a passarela de Milão abre suas portas para uma coleção de peças de luxo para deficientes: o estilista italiano Antonio Urzi, que já vestiu celebridades como Lady Gaga e Beyoncé, revolucionou a Semana de Moda de Milão ao apresentar a primeira coleção de Alta-costura para deficientes.

Moda Inclusiva com Desfile de Antonio Urzi


Conhecido por seu trabalho na Armani, onde criou obras-primas para Jennifer Lopez, Rihanna e Britney Spears, dessa vez Urzi vestiu Jack Eyers, modelo amputado de 25 anos, cuja presença nas passarelas causou estranheza, já que a deficiência não é comum no mundo da moda.

Moda Inclusiva com Desfile de Antonio Urzi


"Minha vida mudou totalmente, sinto como se tivesse dado uma volta inteira em uma montanha russa", confessa Eyers, que devido a uma má-formação congênita na perna direita teve que amputá-la aos 16 anos.

Moda Inclusiva com Desfile de Antonio Urzi


"Urzi usou minha perna mecânica, a deficiência, como um acessório que faz parte da mesma criação. É algo genial", diz o atlético modelo, porta-voz da "Modelos da Diversidade", uma agência especializada em promover a diversidade nas passarelas.

Moda Inclusiva com Desfile de Antonio Urzi



"As grandes marcas deveriam começar a pensar de forma diferente e a contribuir, porque o mundo está cheio de deficientes que querem aparecer como nós", disse Urzi.

"Se alguém perde o braço ou sua perna há algo diferente do ponto de vista artístico, e posso criar uma escultura", explica o estilista enquanto prepara o desfile com o lema "static dynamic" (estático dinâmico).

Moda Inclusiva com Desfile de Antonio Urzi


Depois das participações em Nova York e de uma iniciativa organizada pela FTL Moda em colaboração com a Fundação Vertical, uma associação italiana que trabalha para promover a pesquisa de lesões da medula espinhal, Antonio Urzi promove a normalização das deficiências na moda.
Além de cores e da beleza, o objetivo é aceitar a diversidade e a imperfeição na moda.
"Quando temos a impressão de ser belos, nos sentimos bem. Integrar à moda as pessoas com deficiência eleva a moral." Jack Eyers
Esta oportunidade finalmente abre as passarelas mais reconhecidas no mundo para estes belos talentos, prontos para mostrar que a deficiência é, muitas vezes, apenas um estado mental, estrelando na passarela ao lado de alguns dos melhores modelos em cena.

Adoramos e realmente esperamos que o nosso país (Brasil) evolua neste conceito de "moda inclusiva".