Visitando a fábrica da Confraria / Inverno 2015

Na semana passada o blog foi convidado pela assessoria de imprensa da marca Confraria a conhecer a fábrica e a coleção de Inverno 2015.
Diversificada, democrática, luxuosa e personalíssima, assim é a coleçao Inverno 2015 da marca de calçados e bolsas que é sediada em Brasília.

Visitando a fábrica da Confraria

A designer Ana Paula Braga abusou das cores, das texturas e dos formatos. Não há uma tendência principal:o que guia é o desejo de desenvolver peças que resistam ao tempo, tanto pela qualidade quanto pelo estilo - e é isso que todas desejamos, não é?

Visitando a fábrica da Confraria

Visitando a fábrica da Confraria


Visitando a fábrica da Confraria

Visitando a fábrica da Confraria


A coleção é formada, basicamente, por três linhas: Classic, Exotic e Destroyed. Nesta última, o destaque vai para as peças feitas com couro especial, manualmente desgastado - um novo com cara de velho, elegantemente "surrado".
Couros especiais, peles, pelos serigrafados, camurças metalizadas e o junco, um dos carros-chefes da Confraria, estão entre as principais matérias-primas utilizadas. A cartela de cores e modelagens das mais diversas levam elegência e charme para a mulher sofisticada.

Visitando a fábrica da Confraria
Ana Paula Braga, designer da marca

As peças em junco são desenvolvidas a partir de uma fibra natural extraída pelos índios na Amazônia dentro de um programa de produção sustentável. O design exclusivo das peças em Chrome Free mostra a preocupação da marca em conservar e fazer parte da construção de um planeta sustentável. Os apliques são feitos a partir de resíduos de couro e insumos são feitos por um grupo de artesões locais, o que gera renda a inúmeras pessoas e mostra que no Distrito Federal é possível investir na moda, gerar emprego e renda. E mais: as peles de animais exóticos são obtidas a partir de um processo onde os animais são criados num projeto de deslocamento de áreas, ou seja, quando passam a ser numerosos a ponto de interferir na cadeia alimentar são liberados pelo CITES (órgao internacional de controle da fauna e flora mundial) para o abate.

Sensacional! Eu fiquei encantada com toda a história da marca, e, ao conhecer o processo de produção, com visita guiada à fábrica, fiquei mais encantada ainda (e o cheiro de couro me encanta...que delícia!)

Visitando a fábrica da Confraria
Blogueiros e jornalistas em visita à fabrica da Confraria
As delicinhas do Chef Gut no evento:

Visitando a fábrica da Confraria

Visitando a fábrica da Confraria

Visitando a fábrica da Confraria
Chef Gute, eu e Ana Paula
Visitando a fábrica da Confraria
Visitando a fábrica da Confraria


Visitando a fábrica da Confraria
Difícil escolha, mas esta bolsa me encantou: cor quente, modelo perfeito para produções do final do ano. O que acham da minha escolha?

Visitando a fábrica da Confraria

E fica o nosso convite para que você conheça a fábrica e o showroom da marca: 
Confraria Studio
SIBS Quadra 2 Conjunto C Lote 15
(61) 3386-0882
www.confrariastudio.com.br
Fotos: César Rebouças

E acompanhe o nosso instagram, que está cheio de cliques da fábrica no dia que o blog estava lá: Moda & Gestão! Beijos!!