Gucci: Malas de seda japonesa para as vítimas do Tsunami


A Gucci prepara-se para lançar malas com seda japonesa para ajudar vítimas do tsunami de 2011.


A marca associou-se a um fabricante tradicional de seda japonesa para criar um série exclusiva de 10 malas que serão vendidas a 3600 euros cada uma.

As malas foram confeccionadas com seda sendaihira, um material de luxo que data do período Edo (1603-1867), doada por um artesão da região, e que é uma seda feita à mão usada tradicionalmente para fazer «hakamas», as calças masculinas usadas originalmente pelos samurais.

O artesão Yohio Koda, de 84 anos, reconhecido como uma lenda viva pelo governo japonês, cedeu à Gucci um «tan» (11 metros de tecido com 34 centímetros de largura) de seda, avaliado em vários milhões de euros.

As malas, que são o resultado da primeira parceria com artesãos japoneses, são fabricadas com pele e bambu e forradas com a valiosa seda impressa com raias que evoca Sendai, uma cidade à beira mar cercada de florestas, segundo o jornal Asahi.

Algumas das peças já foram colocadas à venda numa loja de Sendai enquanto que as restantes serão vendidas em Tóquio e Osaka a partir de setembro.

Os lucros destinam-se aos trabalhos de reconstrução em Sendai depois do terramoto e tsunami do Japão de 2011.

«É uma grande honra que a minha seda se transforme numa ponte entre Sendai e a Itália e que eu possa contribuir para a reconstrução após o desastre», afirmou o artesão ao jornal Yomiuri.

O Japão é, para alguns especialistas, uma lição de branding, com algumas marcas nipónicas a constar na lista das mais valiosas do mundo.
Sucesso!!!!