Vitamina C tópica

Depois de muito sol nestas férias de verão, senti que a pele do rosto precisava se "reanimar". Apesar de manter todos os cuidados possíveis,  a pele precisa ser renovada, então procurei um tratamento que atendesse a minha necessidade. Encontrei o tratamento com Vitamina C (Clínica Lindo Corpo); recomendo a todas que querem uma renovação facial rápida e com ótimo custo! Caso se interessem, a Rosane, dona da clínica, é uma excelente profissional e tem os melhores produtinhos e tratamentos para você ficar linda!
Pesquisei os benefícios da Vitamina C tópica para a pele, e compartilho com vocês!!


Ação antienvelhecimento e protetora
Durante o verão, devido a uma maior exposição da pele aos raios ultra-violeta, é comum interromper-se o uso dos ácidos utilizados para o tratamento do fotoenvelhecimento, pois estes deixam a pele mais fina e sensível ao sol. No entanto, não é necessário parar o tratamento da pele, pois a vitamina C tópica surge como uma boa alternativa para a estação.
A vitamina C exerce uma ação anti-oxidante sobre a pele, protegendo-a da ação dos radicais livres, que favorecem o envelhecimento. Além disso, o uso tópico da vitamina C estimula a neo-colagênese (formação de novo tecido colágeno) e favorece o clareamento de manchas.
Resultados com altas concentrações
Os resultados não são tão evidentes quanto os obtidos, por exemplo, com o ácido retinóico, mas a sua ação já está comprovada. Testes realizados com produtos contendo vitamina C a 10% mostraram efeitos positivos no tratamento da pele fotoenvelhecida. Esta é a concentração ideal para se obter melhores resultado e, atualmente, já existem produtos no mercado com concentrações de até 20%.
Por não apresentar problemas com a exposição ao sol, o produto pode ser usado até mesmo durante o dia, por baixo do protetor solar, em combinação com o uso noturno de outros produtos, como a Furfuril Adenina ou o DMAE.
Importância e função da vitamina C

A vitamina C tem função antioxidante potente, a qual age diminuindo o estresse oxidativo. Vitamina C também tem importância como um co-fator de enzima para a biossíntese de vários bioquímicos importantes.

Falta e deficiência de vitamina C


O escorbuto é resultante da falta de vitamina C. Sem a vitamina C o colágeno sintetizado é muito instável para desempenhar sua função. Escorbuto ocasiona a formação de feridas na pele, gengiva esponjosa e sangramento das membranas mucosas. As feridas são mais abundantes nas coxas e pernas. No estágio avançado do escorbuto há feridas supuradas abertas, perda dos dentes, e eventualmente morte. 

O organismo humano é capaz de armazenar apenas uma certa quantidade de vitamina C, então para que não haja deficiência é preciso ingerir novos suprimentos. Fumar cigarros tem uma relação negativa com a quantidade de vitamina C na circulação sanguínea.



Quantidade diária requerida de vitamina C


Há um debate contínuo sobre a melhor quantidade diária a ser ingerida de vitamina C. Em termos gerais concorda-se que uma dieta balanceada e sem suplementos contém vitamina C suficiente para prevenir escorbuto em adultos saudáveis, enquanto mulheres grávidas, aqueles que fumam ou estão sob estresse precisam de um pouco mais. Altas doses (milhares de miligramas) podem resultar em diarréia em adultos saudáveis. Proponentes da medicina alternativa (especificamente a medicina ortomolecular) defendem que a diarréia é uma indicação de onde está o requerimento verdadeiro do organismo para a vitamina C.


Doses recomendadas por entidades governamentais de vitamina C:
* United Kingdom's Food Standards Agency - 40 miligramas por dia.
* Organização Mundial da Saúde - 45 miligramas por dia.
* Health Canada - 60 miligramas por dia.
* United States' National Academy of Sciences - 60-95 miligramas por dia.
* Os Estados Unidos definem o limite máximo tolerável para um homem de 25 anos em 2.000 miligramas por dia.


Efeitos colaterais do excesso de vitamina C


A vitamina C possui pouca toxidade. O excesso de vitamina C pode causar indigestão, particularmente quando ingerida de estômago vazio. Quando tomada em altas doses, a vitamina C causou diarréia em adultos saudáveis. Sinais de intoxicação por excesso de vitamina C podem incluir náusea, vômito, diarréia, dor de cabeça, rubor na face, fadiga e perturbação no sono. Como a vitamina C melhora a absorção de ferro, o envenenamento por esse mineral é possível em pessoas com desordens raras de acúmulo de ferro, como hemocromatose.





Fontes e alimentos ricos em vitamina C



Os alimentos mais ricos em vitamina C são frutas e vegetais. A vitamina C também está presente em certos cortes de carne, especialmente o fígado. Vitamina C também está disponível em várias formas de suplementos nutricionais. Dentre as fontes vegetais de vitamina C destacam-se: acerola, frutas cítricas, kiwi, brócolis, papaia, melão, uva, espinafre, manga, batata, tomate, couve-flor, repolho, morango, abacaxi, abricó, melancia, abacate, banana, maçã e pêra. Com relação às fontes animais, a vitamina C está mais presente no fígado e menos nos músculos. 

Fonte: http://andersondino.blogspot.com




OBS: Esse post não é patrocinado. Aqui, quando falo de algo, é porque gostei e recomendo! Beijos