Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

15 de jul de 2018

Eurotrip 2018
Dia 6 (11 de junho)

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos
A chuva deu uma trégua mas ainda esperamos ansiosamente os dias de verão. Continuando o roteiro de cidades portuguesas, Setúbal foi a primeira parada do dia, com suas ruas charmosas, estreitas, com cores claras -dizem que os dias de verão chegam a 47º! Bocage tem sua estátua na praça central, ao lado da igreja da cidade, que abriga obras de arte de vários artistas.

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos


Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos


Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Partimos para Évora, que por várias vezes me deixou sem palavras. Decidimos almoçar antes de desbravar suas ruas, e escolhemos o restaurante Lusitana. No cardápio, pratos tradicionais - escolhemos o “bitoque” para conhecer. O prato é com bife de carne, ovo e batata frita com picles, um sabor incrível. Até eu, que gosto de batata sequinha, amei a mistura com o molho da carne! E de entrada, claro, um queijo de vaca e ovelha alentejanos com manteiga, sem esquecer do vinho tinto da casa.

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

⛲️Como na maioria das igrejas, uma linda fonte em frente à uma delas, na Praça do Giraldo, cercada de restaurantes e bares, com mesinhas ao ar livre (e muitos pombos ).

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Entrando pelas ruas estreitas, chegamos na Catedral da Sé; já foi um forte, e hoje é a Catedral da cidade. Dentro dela fica a imagem belíssima de Nossa Senhora do Ó, grávida, em uma coluna; na sua frente, a imagem do anjo Gabriel. Tanto a igreja da praça quanto a Catedral me lembraram a cidade onde moram meus irmãos: Cascavel-CE. A igreja matriz da cidade é conhecida por igreja de N. Sra. do Ó e é realmente muito parecida com a Igreja de Santo Antão, em frente ao chafariz (a fonte que citei no início). 

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Coincidência ou não, a história de Cascavel relata portugueses na cidade, e deve ser por isso que amo tanto Portugal.

Seguindo mais adiante, um templo sensacional, de 1 A.C., o Templo Romano, também conhecido como o templo de Diana. 
Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Esta região é produtora de cortiça, que tem 50% da produção mundial do material (matéria prima das rolhas para vinhos). Vemos nas lojinhas muitos produtos do material, que a cada dia é mais escasso pois as árvores (sobreiros) demoram 25 anos para a primeira produção; depois se renova a cada 7 anos.  

Seguimos para a Igreja dos Ossos. Confesso que no primeiro momento é espantoso, principalmente quando penso de onde surgiu a ideia. Com o crescimento da cidade, encontraram mais de 40 cemitérios nos arredores e 3 monges decidiram levantar este templo com os ossos humanos. Imaginem paredes e colunas com crânios e fêmures. Para pensarmos que todos iremos para o mesmo lugar e que no final somos matéria. Ossos, que ficam, e alma, que vai. E o espírito, que recebemos de Deus.
Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos



Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Setúbal e Évora, conhecendo o Templo de Diana e a Igreja dos Ossos

Realmente, são muitas belezas históricas que tento descrever aqui, mas, acreditem, os detalhes são realmente indescritíveis.
Beijos e até o próximo post da Eurotrip 2018!

DARIANE VALE - MODA E GESTÃO
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL