Farfetch entre as melhores do mundo em ambiente de trabalho

Farfetch entre as melhores do mundo em ambiente de trabalho

Qual é a melhor empresa de moda para trabalhar? 
A questão foi lançada pelo site Business of Fashion, que encomendou um estudo independente através do qual chegou à conclusão que a Farfetch está entre as melhores em cultura e ambiente de trabalho. E são apenas 16 em todo o mundo.

Para a elaboração da lista, foram analisados aspectos como benefícios e regalias, cultura e ambiente de trabalho, recompensas, desenvolvimento e desenvolvimento da carreira. A análise envolveu um universo de cerca de 2600 trabalhadores das 190 empresas mais importantes da indústria da moda, onde se incluem gigantes históricos do mundo da moda, como Gucci, Zara, Levi’s, Adidas ou as Galerias Lafayette.

Com a divulgação das contas do ano passado (crescimento superior a 70%), a Farfetch anunciou que vai distribuir 39,99 milhões de euros em ações pelos seus mais de 1.300 colaboradores, decisão que terá certamente contribuído para a avaliação da empresa nesta lista.

Sem elaborar qualquer ranking, o estudo do Business of Fashion chegou a uma lista das 16 empresa de moda para trabalhar no mundo, que ordenou segundo três categorias:

– Melhor Performance em Cultura e Ambiente de Trabalho:
Farfetch
Berluti
Nordstrom
Warby Parker
Loewe
Tommy Hilfiger

– Melhor Performance em Desenvolvimento e Evolução na Carreira:
Galerias Lafayette
H&M
Gucci
Zalando
Adidas

– Melhor Performance em Benefícios e Recompensas:
GAP Inc.
Zara
Levi’s
Cotton Group
Calvin Klein

Noutra lista recentemente elaborada pelo Finantial Times, o ranking FT1000: Europe’s Fastest Companies, a Farfetch aparecia também no lote das empresas europeias que crescem mais rapidamente, com um avanço de 550% nas receitas em três anos (2012/15), tendo registado em 2015 um faturamento superior a 141,6 milhões de euros. Fundada em 2008 por José Neves (na foto), a plataforma online de compras de marcas de luxo representa mais de 100 designers e tem parceiros em 38 países.

Fonte: ATP-Associação Textil e de Vestuário de Portugal