Lustre de rolhas: sustentabilidade e arte


É da casca do sobreiro (Quercus suber) que se extrai a cortiça para fazer rolhas. Um item cada vez mais difícil de ser produzido, pois a árvore precisa ter entre 25 e 30 anos de vida para ser utilizada e depois desta primeira extração, somente a cada 9 anos ela pode ser refeita. Não é de se admirar que o designer Alkesh Parmar tenha criado o "Lustre da Celebração". Ao descobrir que "Champagne Bars" diariamente descartavam aos montes as ditas, ele resolveu usá-las como matéria prima para a sua luminária. Individualmente perfuradas, cada rolha recebe uma lâmpada de LED e após juntar diversas delas, está pronto o seu sensacional, estiloso e eco-amigável lustre. 
Eu já coleciono as rolhas, quem sabe um dia eu consigo um desses!!


Link para o site de Alkesh Parmar

Adorei a ideia super sustentável!! Gostaram??
Beijos