Dicas para empreendedores- a história da ByMK

Antes desse blog nascer, eu já acompanhava o mundo da moda. Lembrei que a ideia de ter um blog que envolve Moda e Gestão veio de uma das redes de moda que eu acompanhava, e, claro, da faculdade de Administração na qual sou formada. Enfim, em uma das minhas leituras encontrei esta reportagem do idealizadores do Bymk (hoje Fashion.me), que me inspirou e me ajuda nos looks!


Flávio Pripas é um dos sócios da Fashion.me, rede social especializada em moda. Ele foi escolhido uma das 100 pessoas mais criativas do mundo pela revista americana Fast Company.

A Fashion.me começou por acaso, quase como um hobby. As esposas dos dois sempre se interessaram por moda e pensaram em abrir um negócio no ramo. "Em vez de uma loja física, eu e o meu sócio, que trabalhávamos no mercado financeiro gerenciando tecnologia, decidimos montar para elas uma espécie de rede social de moda", relembra Flávio.

O início da empreitada foi em agosto de 2008 - no começo, a rede se chamava bymk, em alusão ao nome das esposas, Marcela e Karen. A ferramenta era usada pelas internautas basicamente para montagem de looks e o conteúdo era gerado pelas próprias participantes da rede.

A decisão de apostar para valer no negócio veio em abril de 2009. "Nenhum dos quatro se dedicava integralmente àquilo, mas vimos que era uma boa oportunidade. Tínhamos 10 mil visitas por dia", conta Flávio.

O passo seguinte foi abandonar a carreira no mercado financeiro e "tirar" as esposas do negócio. "Não queríamos misturar as coisas", comenta Flávio. A sacada - e o que motivou os sócios a apostarem no Fashion.me - foi o fato de que não existia, até o momento, redes sociais relevantes focadas em nichos, com exceção do LinkedIn (voltada à área de carreira e networking).

A partir daí, a dupla buscou parcerias com publicações de moda que, ao mesmo tempo em que chancelavam o negócio, traziam maior visibilidade para o site. Com o ganho de relevância, não demorou para os anunciantes de produtos aparecem. "É com isso que ganhamos dinheiro, com publicidade", afirma Flávio.

Mesmo sem mencionar valores - a Fashion.me recebeu aporte financeiro da Intel e por isso não pode divulgar o faturamento -, Flávio afirma que a rede social cresceu 300% em número de usuários de 2010 para 2011.

Dicas para os empreendedores

A principal dica, diz Flávio, é que o futuro empresário aja assim que tiver uma ideia que julga interessante. Segundo ele, apenas concretizando os planos é que se sabe com certeza se o negócio vai dar certo ou não. "Não fique apenas no mundo dos ideias", diz.

Correr riscos - e não temê-los - também faz parte da rotina de empreendedores de sucesso. É preciso não hesitar quando uma oportunidade de negócio atraente aparece. 

Compartilhar a ideia sobre um produto ou serviço também é essencial. Somente dessa maneira você conseguirá melhorá-la. As pessoas estão aí para ajudá-lo. O pensamento de que não se pode contar para o outro com medo de que ele 'roube' a sua ideia é ultrapassado.

Então, mãos à obra!!

E não deixe de conhecer a nossa fanpage!!