As tendências para o Verão 2013 - Minas Trend Preview



Como já falei em outros posts, acho um pouco cansativo os desfiles de moda que não tragam propostas "usáveis". 
Tenho admirado os últimos desfiles nacionais, aliás, tenho "amado".
Mesmo não estando presente, gosto de acompanhar e selecionar os modelos que podemos usar na vida real. Digo tanto para o dia quanto para a noite, para passeio ou trabalho. 
O verão proposto pelas 22 grifes que desfilaram durante a 10ª edição do Minas Trend Preview traz um ar romântico, delicado, em cores claras, que podem ser contrapostas por outras mais fortes, rendas, transparências etc. Muitas das propostas apresentadas já puderam ser vistas em passarelas internacionais. Vale a interpretação de cada grife, com o DNA próprio, para apresentar suas criações para o verão 2013.
A semana abriu a temporada de desfiles para a estação quente no Brasil. Depois vem Fashion Rio e São Paulo Fashion Week, onde algumas apostas podem ser confirmadas ou substituídas.

Vamos começar a pensar no guarda roupa do próximo verão!!!! 
(Fonte do texto  a seguir e fotos: Terra/ Rosangela Espinossi)

Sorvete 
Depois do massacre do color blocking do verão passado, agora as tonalidades vêm mais tranquilas, como rosa nude, pistache, celeste, por exemplo. Mas aí surgem coral, verde mais intenso, azul-royal e o amarelo-lima para acender a cartela.
Brancura total 
Tons brancos, off white, beges também são aposta certa para a estação.
Barriga de fora
Vai ser preciso muito abdominal e malhação para usar os tops cropped que praticamente todas as grifes levaram para a passarela. Essas miniblusas ganham formato que lembram corselete na altura dos seios, com modelagem ajustada. Pelo menos, a cintura das calças e saias estão no lugar.
Pernas cobertas 
Pantalonas, retas, mas não justas, cigarretes curtas. Lisas e estampadas. Anote aí: a calça estampada promete ser o quente do verão.
Vela e revela
O jogo de transparência com opaco, formando recortes geométricos, alguns com perfume art déco, faz a mulher muito feminina e clássica, mas com uma sensualidade latente, como que se pudesse espiar pelas frestas dessas fendas cobertas com tule. O decote mais contido na frente torna-se bem escancarado atrás, mas a pele em geral vem protegida por uma tela, um véu fininho.
Mullet e peplum
Os termos são complicados, mas a identificação é fácil na passarela. As assimetrias dos comprimentos ganham visibilidade nos estilos mullet, mais curto na frente e mais comprido atrás, principalmente nos vestidos, alguns estilo chemisier. O peplum (ou basque) é aquele volume, como uma sobressaia, que vem da cintura até o começo do quadril.
Mulheres rendeiras
Faz tempo que a renda está na moda e se mantém, ora aplicadas sobre transparências, ora em detalhes ou em peças inteiras, Valem também vazados, cortados a laser. É a tradição artesanal mineira, mesmo que uma alagoana como Martha Medeiros, abra os desfiles de Belo Horizonte com suas peças magníficas.
Um certo brilho
Lurex, aplicações de pedras, cristais, dourados traduzem o glamour que a moda está pedindo já há algum tempo e se mantém para o verão. O dourado tem vez, assim como o cobre.
Por décadas
Anos 20 dá as caras, mas os anos 50 e 60 ganham. Vestidos retos, linha A para os 60. Dorso seco e saia mais ampla, para os 50. Franjas, fluidez, movimento, um pouco de cintura baixa, para os 20.
Sapatinhos
As sandálias de salto alto e grosso, com plataforma na frente aparece junto com anabelas. Bicolores, douradas, metalizadas. Cores pastel, mais fortes, básicas (bege, preto e branco) também entram. E o que vale é ficar nas alturas.

Selecionei algumas fotos dos modelos que mais gostei. Espero que gostem!!! 
















E esse é o que mais amei (AMO PRAIA E VERÃO!!!)