Chique é ser sustentável!

Roupas, bolsas, sapatos, acessórios, tudo com o valor agregado da sustentabilidade. O ambientalmente correto também faz sucesso no sofisticado mundo da moda. A tendência já não é novidade e possui um público fiel disposto a pagar caro por produtos e serviços comprometidos com a natureza.

O estilista Oskar Metsavaht tem conhecimento de causa para falar do luxo sustentável. Ele criou o Instituto “e” que identifica, faz a conexão de projetos sustentáveis em todo o Brasil e acompanha toda a cadeia produtiva destas iniciativas. Os produtos sustentáveis brasileiros têm tudo para ganharem o mundo e estabeleceram o Brasil como representante latino americano da “ Nova Ordem” como o próprio Oskar define a tendência da moda mundial.

“Na última década nós sofremos influência do American Dream , no qual os norte americanos venderam a sua cultura para o mundo inteiro. Apesar de ainda forte, esta tendência está decaindo”, afirma Oskar Metsavaht. “ Também temos influência forte do Luxo Europeu que traz a bagagem da história da arte, da qualidade, tudo isso refletido na gastronomia, design de roupas , automóveis, etc, mas o que era chique começou a ganhar o ar de esnobe”, diz Metsavaht.

Estilista defende investimento estrangeiro em projetos brasileiros de luxo sustentável


O Brasil tem tudo para despontar como uma potência do luxo sustentável pelas suas características culturais, acredita o estilista. O “ Created in Brazil” pode se tornar sinônimo de criatividade + sustentabilidade. “ O Brasil é um país forte, sempre fomos globalizados culturalmente com a nossa miscigenação de raças, sons, sabores. Somos um verdadeiro mix étnico-cultural”, acredita Oskar.

As iniciativas que já existem em alguns estados brasileiros vão, as poucos, galgando espaços no mercado nacional e internacional. Para Oskar, o Brasil tem um espaço enorme e precisa aproveitar a biodiversidade, os recursos naturais para se desenvolver economicamente de uma forma moderna e contemporânea. Para isso, o país precisa de ajuda. “ O mundo tem que nos ajudar neste desenvolvimento trazendo o seu conhecimento tecnológico , investindo este conhecimento como boa vontade aqui no Brasil”, enfatiza Metsavaht.

Oskar Metsavaht foi um dos palestrantes dom Fórum Mundial de Sustentabilidade realizado de 22 a 24 de março em Manaus. O estilista foi mais além para explicar o que ainda falta ao Brasil para tomar esta posição de destaque no mundo fashionista sustentável. “ Nós temos que parar de ficar copiando o produto lá de fora, nós não temos marca, temos que olhar para dentro de nós mesmos e criar. O mundo conhece a Amazônia como símbolo da vida para o planeta, inveja o jeito de viver do carioca e o frenesi industrial do paulista. O mundo quer experimentar este espírito brasileiro, é aí que devemos nos debruçar”, diz o empresário.

Nesta terça-feira (27), Oskar Metsavaht participou de uma feira em Paris, que é a principal exposição de design e luxo sustentável.

Fonte:Acritica.uol