Podemos avaliar o caratér das pessoas pela aparência?

É certo que na maioria das vezes as coisas não sejam o que aparentam ser, mesmo assim, existem certos mitos sobre esse assunto. E então, perguntamos: 

Podemos julgar o caráter das pessoas pela sua aparência?


O Teste a seguir foi elaborado pelo psicólogo e antropólogo norte americano John Kord Lagemann, e publicado originariamente na revista "This Week Magazine", em março de 1944.

Leia com atenção as Questões a seguir e descubra a verdade sobre o assunto.

Na verdade, ao estudarmos as pessoas, todos nós confiamos de quando em quando em certos sinais externos de caráter. Você pode verificar a exatidão das suas apreciações de caráter marcando como "certo" ou "errado" cada uma das seguintes crenças: 
  • Mãos longas e finas indicam temperamento artístico. 
  • As pessoas ruivas são mais temperamentais. 
  • Quem aprende devagar se lembra melhor do que aprendeu do que quem aprende depressa. 
  • A pessoa que não olha os outros de frente é provavelmente desonesta. 
  • Queixo sumido denota falta de força de vontade. 
  • As louras são menos sinceras que as morenas. 
  • Os gordos são gente de boa paz. 
  • Orelhas pontudas na parte superior indicam esperteza, egoísmo ou mesmo desonestidade. 
  • Rugas nos cantos dos olhos revelam que a pessoa tem senso de humor. 
  • Cabelo encaracolado é sintoma de exuberância e vitalidade. 
  • Testa alta, saliente, é sinal de grande inteligência. 
  • Mãos frias revelam disposição afetiva. 
Os psicologistas que usam estas perguntas para experimentar candidatos a empregos dizem que um total de sete respostas corretas indica um razoável julgador de caracteres. A nota seis dá para passar. Um total abaixo de cinco indica que a pessoa está substituindo a observação direta por falsos conceitos.

E quais são as respostas corretas?

Segundo os cientistas que compararam essas crenças com os fatos, são todas FALSAS!

E você, costuma fazer esse pré julgamento?