Pesquisa de clima organizacional na empresa


Ferramenta estimula mudanças positivas e é fundamental para um ambiente de trabalho mais saudável. 

Clima organizacional é um assunto muito debatido no âmbito das empresas. A expressão diz respeito a um conjunto de atitudes, comportamentos e valores existentes dentro de uma organização e que influenciam a maneira como as pessoas se relacionam entre si e com a própria empresa. “Estes elementos podem ser formais e informais e estão presentes em todos os tipos de companhia, das micro até as grandes empresas”, destaca Sidney Alves, gestor de carreira da empresa de recursos humanos RH Capital Curitiba. 

Para saber como anda o clima dentro de uma organização é possível realizar a chamada Pesquisa de Clima Organizacional, que tem como objetivo coletar dados e informações que apontem o grau de motivação dos colaboradores,a percepção do seu próprio desempenho e os fatores que eles atribuem os seus resultados, sejam estes positivos ou negativos. “A pesquisa também ajuda os funcionários a resolver os problemas que surgem diariamente durante o trabalho por meio das informações colhidas”, afirma. 

Realizar a pesquisa de clima organizacional é uma forma de analisar a organização como um todo e planejar ações que contribuam para a melhoria contínua do negócio, afinal nada é estático no tempo e as mudanças devem sempre caminhar para a evolução. “Este estudo é uma ferramenta fundamental na área de gestão de pessoas, já que permite a mensuração do nível de satisfação dos trabalhadores com relação às questões do ambiente de trabalho. Além disso, a oportunidade de melhorar é sempre valiosa”, ressalta. 

Ao realizar a pesquisa a companhia demonstra atenção aos seus colaboradores, mas algumas dificuldades são enfrentadas na hora de colocar o projeto em prática. “Alguns gestores são contrários a pesquisa de clima organizacional, pois ficam inseguros. A pesquisa demonstra os pontos fortes da empresa e não deixa de salientar as fraquezas que estão presentes e este é o principal entrave para a consolidação do processo, seja por resistência a mudanças, negligência ou acomodação”, esclarece. 

Entre os benefícios da pesquisa estão a adoção de novas ferramentas de trabalho, a implantação de novos modelos de gestão, a melhoria das relações de trabalho, reflexos positivos na imagem interna e externa da empresa, estímulo a uma cultura mais participativa e o aumento da qualidade devida dos colaboradores no ambiente de trabalho. “Um ambiente saudável precisa ter um aspecto psicológico sadio e não apenas boas condições de trabalho. Conciliar os interesses da organização com as metas de realização pessoal de cada profissional é um dos ingredientes para uma empresa bem sucedida”,acrescenta. 

Fonte: Revista Incorporativa