5 dicas para ter seu próprio negócio

20 de set de 2011


Por onde devo começar? Será que terei lucro? Em que ramo devo atuar? Estas são apenas algumas dúvidas que surgem quando empreendedores tomam a decisão de se tornarem donos do seu próprio negócio.
Como é previsto, os empreendedores estão sujeito a riscos. 
Segundo pesquisas, é considerável o número de empresas que fecham suas empresas antes de completar um ano no mercado. Para que isso não aconteça e para que este novo empreendedor se torne um empresário de sucesso, confira algumas dicas para iniciar o próprio negócio e quais são os caminhos legais para ter sucesso na abertura da empresa:

1 – Defina qual ramo sua empresa vai atuar e a sua localização
O primeiro passo é definir qual será o ramo do negócio e obter informações sobre a área que irá investir. A localização da empresa também é de suma importância. Procure instalar a sua empresa numa área bem localizada e de fácil acesso. Se este local for de grande competitividade deverá ser apresentado um diferencial para se destacar entre as concorrentes.

2 – Desenvolva um plano de negócio e analise a concorrência
Abrir uma empresa exige um conjunto de habilidades e conhecimentos. É preciso entender o mercado, o público alvo e o conhecimento dos principais concorrentes. Por este motivo, é necessário traçar um plano de negócios, definindo metas e objetivos. Primeiro é necessário estudar todos os fatores para depois colocá-los em prática.

3 – Analise os recursos financeiros
Antes de iniciar o seu negócio, faça uma análise de quanto tem para investir, mensurando os custos básicos, gastos com a infraestrutura, estoque de produtos, custos com colaboradores etc. Para estas questões é necessário fazer um orçamento, pois podem surgir diferenças consideráveis de preços. A orientação de um profissional da área de contábil será importante para o andamento financeiro da empresa.

4 – Invista em tecnologia
Apostar em tecnologia é uma ótima forma de se destacar no mercado atual. O investimento não é alto, algumas ferramentas para automação de empresas, como controle de estoque, fluxo de caixa, controle de vendas e lucros, trarão maior segurança na hora de verificar os resultados obtidos com estas inovações.

5 – Formalize o seu empreendimento e priorize o bom atendimento
O registro da empresa, ou seja, a obtenção de um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) traz credibilidade e confiabilidade ao consumidor. Para isso, é necessário buscar ajudar de um profissional que possa auxiliar com a documentação adequada e com todos os trâmites legais para a abertura da empresa. Outro fator importante é o atendimento eficiente no pré e no pós-venda, com foco no resultado, buscando a fidelização do cliente.

* Daniela Frasquetti é gestora de novos negócios da Epratico - www.epratico.com.br
DARIANE VALE - MODA E GESTÃO
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL