Qualificação: diferencial para a Copa de 2014



Aproveitará mais e melhor as oportunidades geradas pelos eventos esportivos mundiais como a Copa do Mundo FIFA 2014 a empresa que investir em pessoal e tiver as melhores equipes. A avaliação é do vice-presidente do conselho de administração da construtora Tecnisa, Carlos Alberto Júlio, feita no 3º Encontro de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas (Fomenta/Minas), promovido esta semana pelo Sebrae em Juiz de Fora (MG).
"O divisor de águas de quem vai ganhar dinheiro é quem tiver as melhores pessoas. Aposte no melhor time, treine seus funcionários", completou Carlos Alberto. Ele lembrou ainda, que é preciso planejar o crescimento e ter atenção ao mercado para aproveitar as oportunidades que ele oferece a exemplo das geradas antes, durante e depois de eventos esportivos mundiais que ocorrerão no país.
Na avaliação do vice-presidente, os eventos esportivos vão acelerar o processo de desenvolvimento e crescimento econômico pelo qual o País está atravessando. Ele lembrou que é preciso estar preparado para aproveitar as oportunidades.
"Essa é uma onda que vai levar todo mundo para a praia. Mas só vai surfar nela, quem estiver preparado para isso", disse Carlos Alberto Júlio, em sua palestra, no painel que tratou sobre "Oportunidades de Negócios Esportivos e Políticas Públicas", na noite desta terça-feira (23).
O painel teve com mediador o jornalista esportivo Luiz Roberto de Múcio. Ele avalia que a própria escolha do Brasil para sediar eventos como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 só vem evidenciar o excelente momento de desenvolvimento que vem sendo construído no País. O mediador também acredita na rapidez desse processo de preparação. "Talvez a gente faça num período mais curto, o que temos que fazer, especialmente em infraestrutura", afirmou. 
Fonte: Administradores.com