Inovando as estratégias de vendas para o Natal

É sabido que a chegada do período de Natal representa a possibilidade de  aumento das vendas para o varejo. O 13º salário, somado aos ganhos mensais, significa um aumento da renda e, como consequência, do poder de compra dos consumidores. Nessa época, é comum os lojistas estabelecerem uma estratégia de vendas para potencializar seus negócios e aumentar as compras do consumidor.
Torna-se relevante afirmar que, por vezes, essa estratégia é definida de dentro para fora da empresa, quando o contrário define o sucesso das vendas. Prova esta que não são raras as vezes em que se observa uma rejeição do consumidor aos apelos de vendas de algumas empresas, porque o que estão oferecendo ou mesmo a forma como o estão fazendo não atende aos seus anseios. Isso comprova o fato de várias empresas afirmarem ter em seu “cadastro” milhares de clientes, mas realmente são poucas as que monitoram essa carteira. Por exemplo, quem pratica verdadeiramente o pós-venda? Não fazer isso leva a uma falta de foco, pois não se conhece em profundidade a demanda dos seus compradores. Uma estratégia de vendas de querer vender tudo para todo mundo é uma manobra que despende muita energia e uma alocação de recursos equivocada.
Dentro desse entendimento, pode-se afirmar que é possível aumentar o faturamento das empresas com a mesma carteira de clientes. É necessário focar com clareza as estratégias e as ações de vendas de fora para dentro. Nesse período pré-natalino, sugere-se ao varejo que ao definir sua estratégia de vendas comece pelo gerenciamento adequado das informações, as quais constituem a demanda da sua carteira de clientes. Isso irá proporcionar um atalho importante, pois todas as ações serão alinhadas segundo essa orientação. Ou seja, a empresa necessita estabelecer seu foco de mercado. Não dá para vender tudo para todo mundo - certamente alguém já falou isso! Uma vez definido o foco de mercado que se quer atingir, é hora de fazer a “leitura” dessa demanda - a empresa irá vender produtos com foco em preços ou valor agregado? Não dá para fazer as duas coisas ao mesmo tempo.
Lembre-se que quem paga mais exige maior valor agregado. Um ponto fundamental para o êxito nas vendas é o atendimento. O cliente não se importa de pagar mais por aquilo que está adquirindo quando percebe que está recebendo um excelente atendimento. Em geral, o atendimento não é percebido como um diferencial, porque ele é “morno” e sem entusiasmo do profissional de vendas. É necessário ter uma equipe de profissionais orientados e motivados. Uma boa estratégia de vendas com clara definição de foco e uma equipe de profissionais de venda motivada e preparada para dar o melhor de si certamente é a melhor receita que o varejo deverá adotar para ter sucesso nas suas vendas, especialmente nesta época.