Roupas na Mala: Mergulho na Lagoa Azul, Angra dos Reis


Mergulho na Lagoa Azul, Angra dos Reis

Em 2015, quando viajamos para passar uma semana no Rio, paramos num dos bares de Copacabana e um guia de turismo nos apresentou um passeio que nos deixou loucos de curiosidade: conhecer Angra dos Reis.
Seria um passeio cansativo, de mais de 4 horas somente para chegar em Angra, mas topamos a aventura. 
A proposta era ir de ônibus do Rio até Angra, lá pegávamos o barco e iríamos a 4 ilhas, com um mergulho na Lagoa Azul. O almoço fazia parte do passeio - o que facilita e agiliza o passeio.

Mergulho na Lagoa Azul, Angra dos Reis

Mergulho na Lagoa Azul, Angra dos Reis
O tempo não estava muito bom, com vento e um pouco de chuva, mas conseguimos aproveitar muito!! A vista é incrível, cenário maravilhoso!

Algumas considerações sobre o passeio com a empresa contratada:
1. atrasaram a busca no hotel, o que fez com que perdessemos a saída do barco de Angra, então fomos para outra cidade para encontrar o barco;
2. prometeram frutas no barco mas tinha somente música;
3. leve seu lanche pois o passeio é longo;
4. considere como um dia "perdido" pois é muito cansativo. Não marque nada a noite (a noite no Rio de Janeiro é maravilhosa, não é?).


O mar gelado não incomodou muito (só um pouco), e tomei coragem para fazer um mergulho com os guias na Lagoa Azul.
Uma experiência incrível que quero repetir.

Mergulho na Lagoa Azul, Angra dos ReisMergulho na Lagoa Azul, Angra dos Reis

As fotos do mergulho foram oferecidas pela equipe do barco (pagando à parte), que foram entregues em CD. Para quem não tem câmera à prova d'água, vale a experiência.

Mergulho na Lagoa Azul, Angra dos Reis


Mergulho na Lagoa Azul, Angra dos Reis

Mais uma experiência que compartilho com muito amor com vocês!! Beijos!

Seu negócio: Inteligência Emocional no Trabalho



Tempo de leitura: 1:39

Seu negócio: Inteligência Emocional no Trabalho

A maioria de nós já teve algum tipo de aborrecimento no local de trabalho relacionado ao convívio diário. O comportamento impróprio para com os colegas de trabalho - isto é, o mal hábito - normalmente decorre de uma série de fatores: o aumento da carga de trabalho, resultando em estresse e medo, o desejo de vencer a qualquer custo, e insensibilidade para com as necessidades dos outros. Podemos resumir tudo isto como falta de respeito com os colegas. Já viu (ou viveu) alguma situação assim? 

Um dos trabalhos de coaching pessoal e para negócios é trabalhar este lado dos profissionais. A grande maioria destes gestores nem sequer tem conhecimento de que suas ações são inapropriadas para o concorrido mercado de trabalho atual.

A boa notícia é que uma contra-tendência esperançosa está emergindo: o surgimento de uma maior ênfase na inteligência emocional no local de trabalho

Inteligência Emocional é a capacidade de reconhecer tanto suas emoções e as dos outros, e usar essa informação como um guia comportamental.

O conceito de Inteligência Emocional não tem muitos anos, mas o seu valor foi estimulado pela nova força de trabalho, especialmente pela geração Millennials. Os funcionários querem se sentir compreendidos, apreciados e respeitados no trabalho. Um líder emocionalmente inteligente vai satisfazer estas necessidades. Não é nenhum segredo que as organizações que fomentam altos níveis de Inteligência Emocional têm funcionários mais engajados e produtivos.

Ser emocionalmente inteligente não significa que você é tranquilo: significa que você tem níveis mais elevados de autoconhecimento e autocontrole. Significa que você tem empatia e capacidade de interagir eficazmente com os outros.

Inteligência Emocional pode ser ensinada?

Absolutamente, mas como acontece com qualquer habilidade, deve haver um desejo por parte do funcionário. As pessoas que querem melhorar substituindo um mau hábito por um bom são suscetíveis a ter maior sucesso na mudança.

O "porque" que motiva tal mudança é um desejo interno ou intrínseco. 

Quando as pessoas pensam que têm que mudar, a motivação é extrínseca, em vez de intrínseco. Se o seu trabalho paira sobre o fio de uma mudança de comportamento, que você pode ser conduzido extrinsecamente para fazer a mudança, você vai fazê-lo porque você tem que fazer, mas o impacto da mudança será menos eficaz, porque vai requerer muito mais esforço.

Autoconhecimento é o ponto de partida para a mudança. Se você não possuir uma compreensão razoável do seu comportamento, é difícil fazer uma mudança. 

Muitos profissionais não estão conscientes do seu comportamento porque já está tão enraizado e porque poucas pessoas o fazem perceber tal comportamento. Mesmo os executivos frustrados que estão dolorosamente conscientes das repercussões de tais gerentes não são tão diretos como deveriam ser quando entregam o feedback.

No mundo empresarial de hoje, os líderes que entendem o valor da Inteligência Emocional tornarão obsoletos os chefes que não sabem lidar com a mesma. 

Dicas para construir autoconsciência

  1. Mantenha anotações sobre como você reage em situações estressantes no trabalho. Reveja-os com um amigo ou um colega de confiança e peça feedback.
  2. Preste atenção ao impacto que seu comportamento tem sobre os outros.
  3. Compare os seus padrões de comportamento no trabalho com os que estão em casa para determinar a consistência.
  4. Depois de ter refletido em seu comportamento, peça um feedback ao seu amigo de confiança e realmente escute-o.
  5. Escolha um aspecto para trabalhar neste momento, e procure realmente fazer uma pequena mudança. Quando estiver pronto, selecione uma outra área e repita.

Texto com adaptações de Lisa Aldisert

Seu crescimento e desenvolvimento pessoal será muito maior quando aplicadas estas técnicas.
Seja um excelente líder da sua vida, do seu negócio, do seu comportamento. Somente você pode ser o melhor!

Até logo com a nossa coluna Seu Negócio!
Beijos 

Inteligência Emocional no TrabalhoConheça as nossas redes sociais:

Instagram: @modaegestao
Youtube: Dariane Vale
Periscope: Dariane Vale
Snapchat: Dariane.Vale
Pinterest: Moda e Gestão
LinkedIn: Dariane Vale

É preciso falar: alimentos que previnem doenças oculares

alimentos que previnem doenças oculares

Ao pensar em alimentação saudável, um dos primeiros benefícios que vêm à mente é a perda dos quilinhos extras. No entanto, adotar uma dieta equilibrada traz vantagens muito mais amplas. “Poucas pessoas pensam na relação entre se alimentar bem e cuidar da visão. Mas isso é importantíssimo, tanto para evitar o agravamento de doenças oculares já existentes quanto para a prevenção”, aconselha o oftalmologista José Rodrigues, do Instituto de Saúde Ocular do DF (Isovisão).
Para destacar a importância da alimentação, no dia 31 de março celebra-se o Dia da Saúde e da Nutrição. Depois de todo o chocolate da Páscoa, essa é uma boa oportunidade para repensar os próprios hábitos e acrescentar no prato ingredientes que fazem bem aos olhos e a todo o corpo.
Os alimentos podem interferir de diversas maneiras na visão. “A carência de vitamina A, por exemplo, pode provocar cegueira noturna, que é uma dificuldade maior para enxergar na penumbra”, explica Rodrigues. Os efeitos negativos também podem ocorrer quando a dieta desregrada leva ao desenvolvimento de algum problema crônico.
“Uma pessoa com hipertensão tem maior risco de desenvolver glaucoma, que é o aumento da pressão intraocular. Com colesterol alto, ela pode sofrer um bloqueio em vasos sanguíneos dos olhos, assim como acontece com o coração e outras partes do corpo”, descreve o especialista. Ele explica que, como os olhos são órgãos muito vascularizados, eles são especialmente sensíveis a condições que afetem a boa circulação.
“O excesso de açúcar no sangue da diabetes danifica os vasos sanguíneos, que podem vazar ou se proliferar de forma anormal. Isso acaba prejudicando a superfície da retina”, destaca o oftalmologista Alan Pinto, do Isovisão. “A maioria dos problemas oculares tem prevenção. É bem mais simples cuidar da alimentação hoje do que fazer o tratamento depois, inclusive porque há a possibilidade de lesões irreversíveis”, alerta.
Os aliados da visão
“Come cenoura porque faz bem para a vista” é um conselho que muita gente já ouviu – principalmente das mães. E não há nada de superstição nisso: ela realmente é benéfica para a saúde ocular, devido a presença de betacaroteno. Esse pigmento natural é convertido pelo organismo em vitamina A, que ajuda a prevenir a cegueira noturna e inflamações.
alimentos que previnem doenças oculares

As principais fontes são frutas e legumes de cor alaranjada, que geralmente também fornecem vitamina C. Com efeito antioxidante, a vitamina C e pigmentos como a luteína e zeaxantina (presentes em folhas verdes, principalmente no couve) protegem os olhos contra a radiação do sol e a poluição do ar, além de diminuir o risco de desenvolver catarata (opacidade no cristalino) e degeneração macular relacionada à idade (lesões na área central da retina).
alimentos que previnem doenças oculares

Mas há várias vitaminas que ajudam a prevenir essas e outras doenças oftalmológicas. Exemplos são a vitamina D, que é mais comum em fontes animais, como carnes e laticínios, as vitaminas do complexo B, encontrada em peixes e a vitamina E, disponível em castanhas e óleos vegetais.
alimentos que previnem doenças oculares
Esses últimos também são ricos em ácidos graxos, como ômega-3, que ajudam a prevenir a síndrome do olho seco. O azeite é uma das principais fontes, além de peixes de águas geladas, a exemplo do salmão e do atum.

Boas dicas especialmente para você!!
Beijos!
Fotos: divulgação

Para usar no trabalho: Camisa Jeans+ Calça Flare Jeans+ Casaco de listras

O look de hoje é super fácil de montar. São peças clássicas e atemporais que aparecem em praticamente todas as coleções: o jeans!!
Fiz a produção com a clássica camisa jeans de cor clara e a calça jeans modelo flare - a antiga "boca de sino" - que é extremamente elegante, seja no jeans ou em tecido. 

Para usar no trabalho: Camisa Jeans+ Calça Flare Jeans+ Casaco de listras




Para o escritório, um casaco cai traduz a elegância da mulher moderna e a deixa pronta para as reuniões de trabalho (e para o ar condicionado). Escolhi o casaco de listras azuis - um clássico da moda que é elegante e atemporal, assim como as outras peças da produção.



Confesso que senti uma certa dificuldade ao escolher produções para usar com o casaco azul de listras. Ele pede uma produção mais neutra, que possa destacar a peça. Gostei muito do resultado!

Para usar no trabalho: Camisa Jeans+ Calça Flare Jeans+ Casaco de listras

Para usar no trabalho: Camisa Jeans+ Calça Flare Jeans+ Casaco de listras


Para usar no trabalho: Camisa Jeans+ Calça Flare Jeans+ Casaco de listras

Camisa e casaco: GAP
Calça: Avanzzo
Sandália: Santa Lolla

Gostaram do look? Contem pra mim!!
Beijos, amores, e uma ótima semana!

Feliz Páscoa por Moda e Gestão

Feliz Páscoa por Moda e Gestão

Sim.
Amor.
Fraternidade.
União.
Que você seja capaz de vencer a morte. Seja qual morte for.
A morte dos seus sonhos...
A morte do seu amor...
A morte das suas vitórias...
A morte da união, da família e da paixão.
Ressucite para uma nova vida.
É possível para cada um de nós ressucitar.
Que este seja o real sentido da Páscoa.

Beijos, amores!

Novidades fresquinhas: Feira da Longevidade

Feira da Longevidade


Chegar à terceira idade é uma conquista. Embora pareça desafiador para quem está beirando os 50, 60 anos, envelhecer pode, e deve ser uma experiência libertadora. Aliados como o acesso à informação e a serviços especializados ajudam a fazer com que essa fase seja vivida plenamente e com qualidade e são fundamentais para driblar os desafios. Por isso, a quase idosa Brasília, que recém completou 56 anos, recebe entre os dias 29 de abril e 1º de maio a primeira Feira da Longevidade da região da capital, na área externa do Brasília Shopping – em frente à W3. A entrada é gratuita e os interessados terão acesso a aferições de pressão arterial, índice de massa corpórea e pressão ocular, avaliação da pisada e outros pré-exames que podem detectar problemas nos pés, medição da glicemia capilar, entre outros, sem custo algum.

Produzido pela Tredonne Comunicação e pela Exemplus Comunicação, a ideia do evento, especialmente dedicado àqueles que já viveram mais de 50 anos, é oferecer novidades, oportunidades, entretenimento e conhecimento que propiciem a este segmento crescente a certeza de que é possível manter o compasso davida de forma leve e prazerosa. Segundo os organizadores da iniciativa, Brasília será precursora neste tipo de mobilização. “Reuniremos uma gama de profissionais e especialistas que atuam voltados ao público daterceira idade e promoveremos ações e discussões sobre os temas que envolvem essa faixa-etária”, revela Rachel Formiga, uma das produtoras da Feira.
O objetivo é fazer com que os idosos conheçam as possibilidades de serviços e atendimentos disponíveis na região da capital. “O dia a dia para quem já viveu mais de cinco décadas pode ser repleto de novas descobertas. A feira promoverá o encontro das empresas e expositores que oferecem tecnologia, produtos e serviços diferenciados com a população interessada em viver melhor”, detalha a gerente de marketing do Brasília Shopping, Maíra Garcia.
Programação
Com programação diversificada, a Feira da Longevidade terá desfiles, talk-shows, palestras no Teatro Brasília Shopping e workshops direcionados ao público ávido por informação nos segmentos de saúde, cidadania, capacitação e educação financeira. Na tarde do dia 29, uma série de palestras com profissionais da cidade trazem conhecimento para quem está embarcando ou já embarcou neste navio e quer navegar por águas livres de turbulências relacionadas ao avanço da idade. A especialista em fisioterapia geriátrica e gerontológica Sarah Brandão abre a agenda dos encontros com o público. Como envelhecer sem ficar velho – saúde e qualidade de vida na maturidade com ênfase na promoção do bem-estar físico e mental é o tema a ser abordado por ela, às 14h.

Na mesma tarde, os visitantes da feira poderão ouvir o Dr. Gutemberg Fialho, presidente do Sindicato dos Médicos do DF (SindMédicos). Ele falará sobre a importância do fortalecimento da saúde pública no Brasil como um meio de garantir dignidade para a população. A dentista Luciana Botelho, do Instituto Odontológico IOLB Dental, também é uma das atrações do primeiro dia. Ela aborda o tema da saúde bucal como forma de garantir uma vida plena. Luciana Botelho é especialista em prótese dentária, com especializações nos EUA. A tarde contempla ainda bate papo com o oftalmologista José Rodrigues, que falará sobre visão e qualidade de vida, além dos cuidados e prevenção de doenças relacionadas aos olhosoferecendo exames gratuitos de pressão de fundo de olho no local

O ciclo de palestra será encerrado com a psicóloga Aida Kellen, que participa de um grupo de estudos em psicanálise e psicopatologia analítica. A especialista conversará com o público sobre sexualidade elongevidadeA partir das 18h é hora de relaxar com apresentação de coral e conversas sobre literatura e poesia. Tem também uma apresentação com as dançarinas do Divas Dance - grupo de mulheres de idade entre 50 e 85 anos que vai agitar ainda mais o evento em seu primeiro dia.

Sexta-feira e sábado (29 e 30) reservam assuntos como cidadania, cuidados estéticos, moda e defesa pessoal. Nos dois dias haverá degustação de vinhos com o sommelier Daniel Gonçalves, show de jazz com João Filho, o Meia Boca, e muito mais (veja grade de programação). Heloísa Silva, uma das produtoras do evento, detalha que a Feira da Longevidade pretende trazer oportunidades aos cidadãos ativos que não abrem mão de contribuir, de trabalhar, de se divertir e de continuar empreendendo. “Será um marco para Brasília. A feira movimentará a população e os setores importantes que estão preparados para atender uma demanda existente e crescente na cidade”, pontua ela comemorando a repercussão que a iniciativa já tem alcançando.

No sábado (30) haverá desfile promovido pela designer de moda Flávia Palhares, palestra sobre voluntariado e cidadania, coral e apresentações diversas. “A iniciativa promoverá o tema envelhecimento. Entendemos que afeira cumpre uma responsabilidade social de resgate da cidadania das pessoas com mais de 50 anos”, pondera Liana Alagemovits, diretora executiva da Tredonne. A segurança também está na pauta do dia 30 com a palestra da instrutora chefe do Krav Maga no DF - formada pela Federação Sul Americana de Krav Maga e pela Universidade de Wingate (Israel), Vanessa Ribeiro. A especialista organiza cursos exclusivos para a Polícia Federal, Patamo e Presidência da República.

A Feira da Longevidade será encerrada no domingo, 1º de maio. O destaque da manhã é a Academia Runway, que oferecerá aulas e lançará um aplicativo exclusivo para a utilização correta dos aparelhos instalados nos Pontos de Encontro Comunitário (PEC), que são uma ótima opção para quem prefere praticar exercícios físicos ao ar livre.  Às 19h, um show de Sthel Nogueira e Banda fecha a programação.

Ao todo, o evento terá 18 stands. Entre os parceiros e expositores estão o BRB, o Sistema Fibra, o Laboratório Sabin, a Porto Seguro, o IOLB Dental, a Grand CRU, o centro de reabilitação Sarah Brandão, a Clínica Psicologia Reverie, a Padrão Enfermagem, a New Look Day SPA, a SANS - Comidas Especiais e outros. A Feira da Longevidade tem o apoio da Associação Brasileira de Clubes da Melhor Idade do Distrito Federal, da Associação Comercial do Distrito Federal – ACDF e da Brazilian Profession Women - BPW/DF.

Idosos no Brasil

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou em setembro passado um relatório que revela que o número de pessoas com mais de 60 anos será duas vezes maior em 2050. O órgão contabiliza cerca de 900 milhões de idosos no cenário mundial atualmente, ou cerca de 12,3% da população total. A expectativa é de que em 2050, esta fatia represente 21,5%, mais de um quinto do planeta (2 bilhões). O número de pessoas com mais de 60 anos no Brasil deverá crescer muito mais rápido do que a média internacional. Enquanto a quantidade de idosos vai duplicar no mundo até a metade do século, por aqui a porcentagem atual, de 12,5%, deve alcançar os 30% até a metade do século. Ou seja, logo o Brasil será considerado uma nação envelhecida — conforme a OMS, essa classificação é dada aos países com mais de 14% da população constituída de idosos, como são, atualmente, França, Inglaterra e Canadá, por exemplo.

Programação
Dia 29 de Abril (SEXTA-FEIRA)
10h     Abertura - Cerimônia Oficial de Abertura  
Local: Palco

14h - Palestra - Dra. Sarah Brandão (Fisioterapeuta, PhD)
Tema: Como envelhecer sem ficar velho: saúde e qualidade de vida na maturidade com ênfase na promoção do bem-estar físico e mental
Local: Teatro Brasília Shopping

15h - Palestra - Dr. Gutemberg Fialho
Tema: Saúde com qualidade e longevidade
Local: Teatro Brasília Shopping

16h - Palestra -  Dr. José Rodrigues 
Tema:  Visão e Qualidade de Vida        
Local: Teatro Brasília Shopping

17h - Palestra Psicóloga Aida Kellen 
Tema: Sexualidade e Longevidade
Local: Teatro Brasília Shopping

18h - Apresentação Coral dos Cinquentões UNB      
Local: Palco

18h30 - Apresentação Divas Dance      
Local: Palco

19h – Apresentação Theófilo Silva
Tema: Shekeaspere e a Longevidade  
Local: Palco

20h - Wine hour com o sommelier Daniel Gonçalves - Degustação de vinhos com apresentação musical com João Filho, o Meia Boca
Local: Palco
  
Dia 30 de Abril (SÁBADO)         
10h - Vanessa Ribeiro - instrutora chefe do Krav Maga no Distrito Federal
Tema: Segurança do idoso
Local: Teatro Brasília Shopping

11h – Palestra com a dentista especialista em prótese dentária Luciana Botelho
Tema: Como a medicina e a odontologia estética podem beneficiar a melhor idade     
Local: Teatro Brasília Shopping

14h30 - Palestra Diego Ramalho
Tema: Voluntariado e Cidadania
Local: Palco

15h30 - Palestra Dra. Letícia de Oliveira Evangelista (Fisioterapeuta)
Tema: Envelhecer é inevitável, mas o movimento é fundamental
Local: Palco

16h – Workshopp -  Dança Sênior         
Local: Palco

16h30 - Desfile designer de modas Flávia Palhares  
Local: Palco

17h30 - Apresentação coral de idosos – Projeto Ativar 3ª Idade     
Local: Palco

18h30 - Sorteio de brindes
Local: Palco

19h - Wine hour com o sommelier Daniel Gonçalves - Degustação de vinhos com apresentação do saxofonista João Filho, o Meia Boca
Local: Palco

Dia 1º de MAIO (DOMINGO)       
14h - Academia RunWay – Workshop Marcelo Padilha
16h - Dança Sênior           
17h - Talk Show                 
18h - Homenagens e encerramento
19h – Show de encerramento com Sthel Nogueira e Banda                

Feira da Longevidade
Data: 29 de ABRIL a 1º de MAIO
Local: área externa do Brasília Shopping – em frente à entrada da W3
Mais informações: 8144-9935
E-mail: longevidade@ longevidade.com



Boa dica para nossos leitores!!!