Mulheres no poder

Na minha 101ª postagem, estou muito, muito feliz com o resultado das eleições do 2º turno, tanto no Brasil quanto no DF, cidade que moro há 10 anos e amo.
Fazendo um link com o nosso inicio de era, segue uma reflexão sobre as nossas empresas:

MULHERES NO PODER - ESTAMOS PREPARADOS ?

Ninguém se espanta mais: o número de mulheres admitindo e liderando pessoas, comprando e vendendo e tomando decisões de peso não pára de crescer.
Entretanto, muita gente se esquece que homens e mulheres atuam e decidem de formas diferentes. Fala-se muito em conhecer o perfil psicológico de clientes, fornecedores e parceiros, mas nessas horas as características típicas do homem e da mulher têm sido negligenciadas.
Alguns  procedimentos terão que ser de fato modificados. Que tal refletir sobre eles ?

PARA HOMENS:

·      Lembre-se que as mulheres tendem a ser sensíveis a detalhes: capriche na aparência, seja gentil com funcionários em todos os níveis e evite erros de português
·      Mulheres tendem a dar pouca importância à hierarquia e jogos de poder. Para garantir que eles sejam respeitados, ensine-a.
·      Os homens tendem a dar mais atenção aos objetivos ,enquanto as mulheres tendem a priorizar o relacionamento entre as pessoas. Aproveite a divergência. Trata-se de uma excelente forma de sinergia.
·      Piadas machistas nem pensar. Procure evitar também brincadeirinhas que ofendem quaisquer minorias. Sua colega pode não se sentir atingida pessoalmente, mas você será visto como alguém que não percebe que o mundo mudou .
·      Mulheres tendem a ser boas ouvintes e adoram dar um colinho para seus colegas , mas cuidado com as confidências, principalmente sobre sua vida íntima: enquanto voce fala mal de sua mulher ela pode esquecer do colega e imaginar seu próprio marido fazendo coisas semelhantes.
·      Nada de mal (pelo menos no Brasil) em elogiar a aparência de sua colega, mas cuidado com observações que a façam sentir diminuída profissionalmente, tais como “Para que uma recepcionista, se já temos uma gerente tão linda?”
·      No almoço ou intervalos, esteja preparado para abandonar conversas sobre esportes, automóveis ou armas. Nem todas as mulheres se envolvem com esses temas.

PARA MULHERES

·   Use e abuse da sua intuição, mas não espere que ela seja respeitada . Esteja preparada para explicar o porquê de seus sentimentos. Na falta de explicações, use o termo feeling. Por ser em inglês e estar na moda, vai deixar de parecer um palpite barato.
·     Capacite-se e demonstre ser capaz de lidar com assédio sexual em vários níveis. As melhores saídas tendem a ser através do humor .
·      Os homens adoram mostrar seu conhecimento. Aproveite. Você tem muito mais chances de aprender do que seus colegas. Só não fique fazendo perguntas o tempo todo. Além de incomodar, você vai ser vista como desconhecedora do assunto e/ou insegura.
·      Não exagere ao expor sua paixão por seus filhos.
·     Jamais exponha sua irritação com relação a comentários machistas, você estará estimulando a continuidade dos mesmos.
·      Cuidado para não virar mãezona ou ser gentil demais: você pode se tornar popular, mas corre o risco de perder promoções.
·      Respeite a hierarquia e os jogos de poder. Principalmente, aprenda a jogá-los.
·      Mulheres tendem a realçar qualidades nas outras pessoas e defeitos em si próprias. Na vida profissional a regra do jogo é outra: não dá para não fazer marketing pessoal.

 Golpes Baixos
 ·      Dos Homens
 Assédio como forma de intimidação, e/ou alusões à vida sexual da colega.
 ·      Das Mulheres
 Decotes ou fendas que mostram muito, se o colega estiver disposto a pagar com um torcicolo.
 ·      De ambos
 Uma falsa afetividade infantilizante, do tipo “Não é assim, filhinho(a)?”


No fundo, o mais importante é reconhecer que existem diferenças , mas elas não precisam tornar os sexos inimigos .
As empresas, bem como os indivíduos, só têm a ganhar com a diversidade.

Gisela Kassoy é especialista em Criatividade e Administração de Mudanças.

Alimentação saudável x Rugas

Atualmente podemos contar com vários tratamentos estéticos para combater as rugas , além de exercícios faciais e produtos cosméticos desenvolvidos especialmente para preencher as marcas de expressão. Mas você sabia que é possível combater as rugas no dia a dia com apenas algumas mudanças de hábito?
Alongar a face e evitar contrações desnecessárias e fazer o uso do filtro solar diariamente são umas das maneiras de evitar o aparecimento das rugas. Além dos lasers, cirugias, aplicações com ácido hialurônico, botox entre outros procedimentos estéticos realizados em clínicas de estética por dermatologistas, podemos combater as temidas rugas de maneira natural.

Para combater as rugas de maneira natural siga algumas dicas abaixo:

Evite tomar sol, beber álcool em excesso, fumar, ficar estressada, alimentos com muita gordura e açúcar. Faça um cardápio com alimentos e bebidas com ação anti-inflamatória; esses alimentos ajudam a manter os níveis normais de insulina e açúcar no sangue.
Inclua na alimentação proteínas de alta qualidade, como as encontradas em mariscos, peixes, tofu, soja, feijão.
Acrescente no cardápio gorduras saudáveis de peixes de água gelada (salmão, sardinha, arenque, anchova e bacalhau), inclua também na alimentação nozes, linhaça, azeite extravirgem e abacate. Os alimentos ricos em ômega 3 ajudam a absorver os nutrientes dos vegetais e das frutas, a manter a pele bonita e sem rugas.
Consuma também bebidas antioxidantes, como chá verde, branco e de hibisco.
Carboidratos de baixo índice glicêmico, caso dos grãos e legumes e de frutas e vegetais de cores vibrantes.
Amêndoas, avelãs, nozes, maçã, pêssego, pêra, ameixa, morango, amora, framboesa, melão, aspargos, repolho, couve, brócolis e espinafre, feijão, aveia em grãos.

É uma tarefa diária, que somente nós podemos fazer e seguir à risca!!!
Beijos

(Fonte: Maxima)

VIP: Juju

Acho a beleza dela surpreendente, e o corpo de arrasar!!
Juju, você merece o título de VIP 2010!!

Verão pede: Esmaltes coloridos!!

Com o verão chegando, vale se jogar nas combinações de cores, e isso serve para nossas mãos e pés:  esmaltes!! 
Muda o look e nos deixa mais lindas ainda!!
Vamos copiar essas combinações???

Fonte da imagem: Instyle

Conheça os 10 principais erros no trabalho em equipe

Veja o que deve ser evitado na hora de atuar em grupo
Cada vez mais o mercado de trabalho exige dos profissionais excelência em comunicação e facilidade para trabalhar em equipe. Ocorre que em boa parte dos casos o sucesso no desempenho dessas tarefas esbarra na falta de bom-senso e de limites entre o que pode ou não ser feito e dito para os colegas da empresa. O Universia conversou com especialistas de carreira que listaram algumas atitudes imperdoáveis no relacionamento diário de uma equipe. Elas poderão ajudá-lo a não sofrer as conseqüências de uma piada fora de hora ou do mau-humor de um membro da turma.

Fazer fofoca de colegas ausentes
"Falar dos outros é sempre delicado. Portanto, se você tem algo a dizer para seu colega diga diretamente a ele. Desta forma, evita que o comentário seja mal interpretado e retransmitido por outros funcionários. Ao fazer uma crítica diretamente ao colega em questão você evita que seu comentário chegue distorcido aos ouvidos dele, o que pode gerar conflitos. Além disso, falar pelas costas e comentar sobre a vida alheia é uma atitude mal vista".
Paulo de Castro Braune - Diretor Geral da Braune Educação Empresarial.

Rejeitar o trabalho em equipe
"Hoje, independentemente de seu cargo, é preciso saber trabalhar em equipe, já que bons resultados dificilmente nascem de ações individuais. No ambiente corporativo, uns dependem dos outros. Se o funcionário não estiver disposto a colaborar com os colegas, certamente será um elo quebrado. Com isso, o grupo/equipe não chegará ao resultado desejado. Ser resistente ao trabalho em equipe é um revés grave. Sem essa abertura, dificilmente o colaborador conseguirá obter sucesso".
Ricardo Dreves - Diretor da consultoria em RH Dreves e Associados.

Ser antipático (a)
"A empatia é muito útil no ambiente de trabalho. Você deve ser leal, cortês, amigo e humilde. Falar bom dia e cumprimentar os outros são atitudes que demonstram educação e respeito pelos demais. O fato do trabalho exigir concentração do colaborador não significa que ele não possa ser cordial e abrir um espaço na agenda para ajudar os companheiros de equipe".
Marcelo Abrileri - presidente do site de empregos Curriculum.

Deixar conflitos pendentes"Conflitos acumulados podem se agravar. Qualquer tipo de problema referente ao trabalho, dúvida sobre decisões, responsabilidades que não foram bem entendidas, alguém que ficou magoado com outro por algum motivo, enfim, qualquer tipo de desconforto deve ser esclarecido para evitar a discórdia no ambiente. O funcionário deve conversar para resolver o assunto, caso contrário, isso poderá gerar antipatia, fofoca com outros colaboradores e um clima péssimo para toda a equipe".
Beatriz Maria Braga Lacombe - professora de gestão de pessoas da FGV (Fundação Getúlio Vargas), em São Paulo

Ficar de cara fechada
"Ter um companheiro de equipe com bom humor anima o ambiente de trabalho, enquanto que topar um colega mal-humorado causa desconforto do início ao fim do expediente. Esta postura gera desgastes desnecessários, pois além de deixar toda uma equipe desmotivada ainda atrapalha a produtividade. Pessoas mal-humoradas geralmente não toleram brincadeiras. Com isso, automaticamente são excluídas da equipe, o que não é saudável. Por essa razão, manter o bom humor no trabalho é fundamental para cultivar bons relacionamentos".
Julia Alonso - Sócia diretora da Só Talentos RH, recrutamento e seleção de estagiários e trainees.

Deixar de cultivar relacionamentos"Os melhores empregos não estão nos jornais e nem nos classificados. A partir do seu relacionamento interpessoal no trabalho é que conseguirá construir uma rede de contatos (networking) que servirá, no futuro, para encaminhá-lo às melhores oportunidades. É importante mostrar dinamismo, ser cooperativo no trabalho e nunca fechar as portas pelos lugares onde passar".
Sheila Madrid Saad - professora de Recursos Humanos e Comportamento Organizacional da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Não ouvir os colegas
"É importante escutar a todos, mesmo aqueles que têm menos experiência. Isso estimula a participação e a receptividade de novas idéias e soluções. Questionar com um ar de superioridade as opiniões colocadas numa reunião não só intimida quem está expondo a idéia, como passa uma imagem de que você é hostil. É necessário refletir sobre o que está sendo dito, não apenas ouvir e descartar a idéia de antemão por considerá-la inútil".
Cristiane Leão - analista de desenvolvimento de recursos humanos da Fundação Mudes - São Paulo.

Não respeitar a diversidade
"Todas as diferenças devem ser respeitadas entre os membros de uma equipe. Não é aceitável na nossa sociedade alguém que não queira contato com outro indivíduo apenas por ele ser diferente. Ao passo que o funcionário aceita a diversidade, ele amplia as possibilidades de atuação, seja dentro da organização ou com um novo cliente. Além disso, o respeito e o tratamento justo são valores do mundo globalizado que deveriam estar no DNA de todos. Sem eles, o colaborador atrapalha o relacionamento das equipes, invade limites dos colegas e a natureza do outro".
Nelci Maria de Mello - gerente de recrutamento e seleção da empresa Dupont - companhia científica, com atuação no setor químico.

Apontar o erro do outro
"A perfeição não é virtude de ninguém. Antes de apontar o erro do outro, deve-se analisar a sua própria conduta e sua responsabilidade para o insucesso de um trabalho ou projeto. É melhor ajudar a solucionar um problema do que criar outro maior em cima de algo que já deu errado. Lembre-se: errar é humano e o julgamento não cabe no ambiente de trabalho. No futuro, o erro apontado pode ser o seu".
Doutor Helio Roberto Deliberador - professor do Departamento de Psicologia Social da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo).

Ficar nervoso (a) com a equipe
"Atritos são inevitáveis no ambiente de trabalho, mas a empatia deve ser colocada em prática nos momentos de tensão entre a equipe para evitar que o problema chegue ao gestor e se torne ainda pior. Cada um tem um tipo de aprendizagem e um ritmo de trabalho, o que não quer dizer que a qualidade da atividade seja melhor ou pior que a sua. O respeito e a maturidade profissional devem falar mais alto do que o nervosismo. Equilíbrio emocional e uma conduta educada são importantes tanto para a empresa como para o profissional".
Gláucia Santos - consultora de recursos humanos da Catho on-line.

O verão está chegando!!

Eu adoro o verão!!
Nada como o sol pra reabastecer nossas energias!!
E é a melhor época pra nos exibir com looks coloridos, alegres, que levantam o astral!!!
Guardei essa imagem (não lembro de qual site), mas como gosto de voltar sempre aqui pra rever, está aí pra todas nos deliciarmos com as prévias de verão!!!

Luxo!!

Anne Hathaway, Vogue de Novembro 2010
Gente, um sonho...
Puro glamour!!!

Look do dia

Look de quarta, uma chuvinha caindo na cidade...
Regata e saia: Feira da Lua, Goiania
Casaco que adoro (na mão): M.Officer
Sapato: Grife Z
Acessórios: Bangah

Beijos!!

Look

Adorei esse vestido!

Beijos

Moda em black

Adoro passear pelos sites gringos.
Nem todas as imagens me chamam a tenção, muitas são exageradas (ao meu ver, já que não sou especialista nem crítica de moda!!)... sou amante da moda!!! 
Adorei estes looks, são de um Preview  da Lanvin para H&M.
Lindos e usáveis (adoro falar isso!!).

Beijos!!!

Quem pode ser um empreendedor Individual?

A semana do Empreendedor Individual, realizada pelo Sebrae, tem como objetivo esclarecer dúvidas e prestar orientações para a formalização. 
 
Para se inscrever como Empreendedor Individual, o trabalhador deve exercer atividades em uma das categorias a seguir:
- Comércio em geral;
- Indústria em geral ;
- Serviços de natureza não intelectual/sem regulamentação legal, como por exemplo, ambulante, camelô, lavanderia, salão de beleza, artesão, costureira, lava-jato, reparação, manutenção, instalação, autoescolas, chaveiros, organização de festas, encanadores, borracheiros, digitação, usinagem, solda, transporte municipal de passageiros, agências de viagem, dentre inúmeros outros;
- Escritórios de serviços contábeis;
- Prestação de serviços de creche, pré-escola e estabelecimento de ensino fundamental, escolas técnicas, profissionais e de ensino médio, de línguas estrangeiras, de artes, cursos técnicos de pilotagem, preparatórios para concursos, gerenciais e escolas livres; agência terceirizada de correios; agência de viagem e turismo; centro de formação de condutores de veículos automotores de transporte terrestre de passageiros e de carga; agência lotérica e serviços de instalação, de reparos e de manutenção em geral, bem como de usinagem, solda, tratamento e revestimento em metais.
 
Não poderão se inscrever como empreendedores individuais os trabalhadores das seguintes atividades:1. Construção de imóveis e obras de engenharia em geral, inclusive sob a forma de subempreitada, execução de projetos e serviços de paisagismo e decoração de interiores;
2. Serviço de vigilância, limpeza ou conservação;
3. Administração e locação de imóveis de terceiros;
4. Academias de dança, de capoeira, de ioga e de artes marciais, academias de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes;
5. Elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos;
6. Licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação;
7. Planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas;
8. Montagem de estandes para feiras;
9. Produção cultural e artística;
10. Produção cinematográfica e de artes cênicas;
11. Laboratórios de análises ou de patologia clínicas;
12. Serviços de tomografia, diagnósticos médicos por imagem, registros gráficos e métodos óticos e ressonância magnética;
13. Serviços de prótese em geral.
14.  Serviço de transporte intermunicipal e interestadual de passageiros (exceto serviços municipais);
15. Geração, transmissão, distribuição ou comercialização de energia elétrica;
16.  Importação ou fabricação de automóveis e motocicletas;
17. Importação de combustíveis;
18. Produção ou venda no atacado de: cigarros, cigarrilhas, charutos, filtros para cigarros, armas de fogo, munições e pólvoras, explosivos e detonantes, bebidas alcoólicas, refrigerantes e águas com sabor e gaseificadas, preparações compostas, não alcoólicas, para elaboração de bebida refrigerante e cervejas sem álcool;
19. Cessão ou locação de mão-de-obra;
20. Serviços de consultoria;
21. Loteamento e incorporação de imóveis;
22. Locação de imóveis próprios (exceto se incluir a prestação de serviços tributados pelo ISS).

Fonte: Sebrae

Desejo

Um dos meus pecados (ou não) é gostar de sapatos. Adoro, tenho vários, e sempre que posso aumento minha coleção!! Esse eu AMEI, lindo, clássico, perfeito!!!
Foto do site Garotas Modernas

Looks



Olá!! Recebi a news da Ortiga, selecionei uns looks que adoro, ótimos pro verão que está chegando!!! Vamos arrasar, e ficar lindas!!
Beijos!!

Desejo do dia...

Sempre penso na minha wish list nas sextas-feiras, mas ando com a mente em trânsito para me adaptar ao horário de verão (sono...). Então, um dos meus desejos nesta semana é essa maravilhosa bota de Sienna Miller.

Para sempre Gisele...

Sou fã da Gisele, linda, perfeita, além de ser mulher como nós (com um pequeno detalhe, com muito mais recursos $$$). 

E acho que a idade está deixando ela mais linda ainda!!

Beijos!!

Look do dia!

Infelizmente as 24 horas do dia são poucas pra mim... não tenho tempo pra postar, então seguem as fotos do look de quinta... e de sexta!! Beijos!!
Colete de renda: C&A
Bermuda: Pactus
Colar, regata e sandália: Feira da Lua, Goiania

Dilemas femininos

Meninas, será que só comigo é assim ou vcs tambem passam por essa pirâmide (quase Maslow, pirâmide das necessidades humanas...)?!?!?!?!?!

Transforme seu dia!!

As pessoas querem os cargos.... e esquecem as cargas que o encargo traz!
Ilumine mais seu ambiente! O escuro nos leva a um estado que, aliado a certos fatores, pode facilitar uma depressão. Ao acordar pela manhã, abra as janelas, deixe a claridade e o sol invadir sua casa. Já notou que quando você acorda e o tempo está meio brusco, o céu meio plúmbeo, seu dia é diferente de quando você acorda e o sol está radiante? As cores tem influência nas nossas vidas!
Ilumine o seu escritório! Crie um clima de luz! As empresas estão alterando sutilmente as cores de seu logotipo: O Banco Itaú era preto e laranja, hoje é azul e laranja, o Bradesco era só vermelho, quebrou com um símbolo branco, etc. O clima facilita para a gente ser alguém sempre pronto a colaborar... Nós somos pessoas que nos acostumamos facilmente com as coisas!
Vamos estimular o hemisfério direito do cérebro fazendo uma viagem lúdica? ... Imagine que você mora lá na zona rural, e que todo dia vai buscar água na mina. Ao se dirigir a mina você percebe que tem um tronco que caiu no caminho onde você passa...aí você pensa..."preciso tirar esse tronco do  meu caminho, mas hoje estou com pressa...". Pula o toco e esquece da tarefa! No outro dia quando for à mina de novo,  lá está o tronco e você pensa: " Meu Deus! sabia que eu tinha que fazer algo, era tirar esse tôco do caminho! mas agora eu estou com pressa" e pula novamente o tôco! Sabe o que acontece? No quarto ou quinto dia, o tôco já faz parte da paisagem!
Assim, somos nós na vida e na empresa... vamos nos acostumando! Só que  desorganização é notada imediatamente por quem está fora do ambiente!
Portanto, invista em criar o  clima para as coisas acontecerem!   Surpreenda as pessoas com momentos mágicos! Já pensou se sua namorada, ou mulher, acordar de manhã e tiver um bilhete  na cabeceira da cama, escrito assim: "acordei e fiquei olhando para você, apesar da gente estar junto a tanto tempo, você é o mesmo anjo que um dia surgiu na minha vida!"
Acha que o dia dela será o mesmo?
Prof. Luiz Antonio

A elegância no comportamento

Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara : a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.
 É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.
 É uma elegância desobrigada.
 É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam.  Nas pessoas que escutam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas.
 Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.
 É possível detectá-la em pessoas pontuais.
 Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.
 Oferecer flores é sempre elegante.
 É elegante não ficar espaçoso demais.
 É elegante você fazer algo por alguém e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer...
 É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.
 É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
 É elegante retribuir carinho e solidariedade.
 É elegante o silêncio, diante de uma rejeição...
 Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.
 Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante.
 É elegante a gentileza; atitudes gentis falam mais que mil imagens...
 Abrir a porta para alguém? É muito elegante.
 Dar o lugar para alguém sentar? É muito elegante.
 Sorrir, sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma...
 Oferecer ajuda? Muito elegante.
 Olhar nos olhos ao conversar? Essencialmente elegante.
 Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.
 A saída é desenvolver em si mesma a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que "com amigo não tem que ter estas frescuras".
 Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão desfrutá-la.
Educação enferruja por falta de uso.
E, detalhe: não é frescura.
Martha Medeiros

Abri uma empresa, e agora?

Não se preparou antes de abrir a empresa? Comece a pensar nos fatores importantes para viabilizá-la.
É bem provável que paire esta dúvida na cabeça de muitas pessoas que acabaram de formalizar suas empresas.
Receberam o CNPJ, documento que os habilita a serem “empresários”.
Mas, afinal, como se forma um empresário? Quanto tempo leva? O que é preciso para ser um empresário? Ou não precisa de nada?

Vamos fazer uma analogia com os profissionais liberais:
Um médico para começar a realizar cirurgias, leva mais de oito anos. Com responsabilidade e autoridade.
Um advogado para enfrentar um júri, um juiz, defender ou representar alguém, tem que cursar cinco anos de graduação na faculdade e ainda passar no exame da OAB, condição que tem sido cada vez mais difícil nos últimos tempos.
Para que um engenheiro faça um projeto de uma casa, tem que utilizar de muito conhecimento e experiência. Além das especializações necessárias, pois é preciso se atualizar sempre.
Isso serve para jornalistas, dentistas, arquitetos, professores, contadores e todos os profissionais que escolheram atuar com aquela atividade. Uma pessoa se intitula “empresário” a partir do momento em que começa a agir, informal ou formalmente.
Acha que não requer nem prática e, muito menos, habilidade. Simplesmente se convence que pode abrir sua empresa e vender seus produtos ou serviços e, melhor ainda, que as pessoas vão comprar. A dura realidade é a indicada pelas pesquisas do SEBRAE, que apontam uma mortalidade de empresas no Brasil logo no primeiro ano de vida, em torno de 22%. E há aquelas que seguem insistindo no mesmo modelo e logo descobrem que não conseguirão ir mais longe.
As causas mais importantes do fracasso são, invariavelmente, falta de habilidade e conhecimento como empreendedor, falta de um planejamento adequado e deficiência na gestão do negócio. Aí surge a questão: abri minha empresa! E agora? Qual a resposta? Ou quais são elas?
Com certeza, uma delas é: agora você tem que sobreviver. Outra, deverá ser: agora a sua empresa tem que dar lucro. Ainda outra: agora sua empresa tem que vender.
Muitas são as respostas para essa angústia, principalmente porque se você não se preparou adequadamente para entrar no mercado, onde existem concorrentes competentes, que se preparam bem, terá que buscar respostas durante o desenvolvimento da empresa, ou, como diz o ditado: “consertar a roda com o carro em movimento”.
Se esta pergunta faz parte do seu cotidiano, aja imediatamente, procurando as informações necessárias para as soluções dos problemas. Ações de curto prazo serão imprescindíveis, como:

  • - reavaliar o mercado – clientes, concorrentes e fornecedores;
  • - ajustar (ou implantar, se não tiver) os controles – estoque, venda, contas a pagar/receber, clientes, custos, preço de venda e fluxo de caixa;
  • - alinhar os perfis e as funções dos funcionários;
  • - verificar se os produtos ou serviços atendem às necessidades do mercado.
Estas providências poderão dar um fôlego, mas não bastam. É necessário organizar a empresa, disciplinar os processos e os recursos e desenvolver uma proposta de ações de médio e longo prazo (pode chamar isto de planejamento estratégico). Um plano de negócios pode ser uma boa ferramenta para definir, acompanhar, avaliar e corrigir essas atividades. Há vários modelos e um deles deverá ser mais apropriado e preciso para a sua empresa.

Afinal, quem tem conhecimento vai pra frente, não é?

Roberto Bellucci
Consultor da Orientação Empresarial
SEBRAE-PA

Fonte: Sebrae

Vestido poderoso...

Adorei esse vestido da Coleção Primavera 2011 da Animale!
Super usável para nós, mortais!!

Look

Look fresquinho, super gostoso!!

Fonte: Sartorialist

Glamour

Em um primeiro momento a gente pode até associar a palavra a coisas sofisticadas e tal, mas apurando um pouco a atenção em direção ao real sentido, é fácil descobrir uma noção revisada. Hoje, ser glamurosa passa essencialmente pela capacidade de agir com autenticidade. De ser quem a gente é com segurança e conforto.
Tá aí um conceito que combina. Ser  glamurosa tem a ver com sentir-se confortável. Por que?… porque é assim que nos sentimos espontâneas e naturais, e dessa forma, somos o que melhor somos.  E quais são as situações que nos fazem sentir assim, senão, justamente, aquelas em que o bem estar é o principal?!… Então, namorar é muito glamouroso, certo? Assim como viajar, tomar um café, sentar-se num bar sofisticado portando uma bela roupa, ou fazer um piquenique num fim de tarde com a roupa mais gostosa de vestir que se tem. O glamour acontece quando o sorriso que se tem nos lábios enfeita a gente toda, e irradia. Contagia. Glamour é algo que traduz o estado de dentro. O como somos na alma. É algo que fala sem falar, resultado das nossas escolhas de como viver. Escolher ser uma mulher glamurosa, ultrapassa aquelas cenas estonteantes dos anos cinquenta, com todos aqueles vestidos e cabelos e mulheres cinematográficas. Era glamour na melhor expressão da palavra, claro, mas descobrimos umas coisinhas a mais daqueles tempos pra cá.
Descobrimos que a beleza não precisa seguir um padrão. Descobrimos que estilo é uma coisa que pode sim ser muito pessoal, que moda é pra nos divertir e não escravizar, descobrimos que a simplicidade contém muita beleza e que pose a gente sabe fazer, mas sem tantas amarras, de forma mais leve e natural. Dentro de todos os vestidos, mas também de manhã, de pijaminha, na forma como saudamos o dia, nas letras que escolhemos ler, no sorriso que conseguimos oferecer mesmo ‘quando tudo pede um pouco mais de calma’, na sensualidade de andar pelas calçadas, pelos corredores, pelas salas, pelas avenidas da vida.
Glamour é conseguir encantar as vidas das pessoas e marcar nossa passagem com predicados precisos, parceiros poderosos da beleza e da elegência: delicadeza, caráter, simpatia, opinião, suavidade, charme, sensualidade, descontração, bom humor, autenticidade, flexibilidade.

Fonte: Maria Filó

Look

Look que eu adoro, e aqui em Brasilia dá pra usar, pois não é tão frio (só não dá pra usar quando tá aquele calor!!!!)

Pensamento...

Look do dia!

Véspera de feriado, com muito trabalho!!


Camisa: Open Clips
Saia: Renner
Sandália: Seisa Araújo
Bolsa e colar: Bangah

Beijos, e ótimo feriado!!

Estilo

Estilo é o que dá forma ao pensamento e mostra quem você é de verdade. Estilo distingue quem espelha de quem irradia. Estilo é conquista individual, plena de autonomia. Ele nos dá sentido de competência, prazer e segurança. Trancende tempo e gênero.
Constanza Pascolato

Bom domingo! Beijos

Beleza ajuda a conquistar melhores empregos?

Dois pesquisadores americanos resolveram investigar cientificamente um tema dos mais polêmicos, especialmente no que diz respeito às mulheres: é verdade que pessoas bonitas têm algum tipo de vantagem na conquista de um emprego? Chegaram à conclusão de que os empregadores realmente dão preferência aos candidatos bonitos. Mas o motivo porque isso ocorre não tem nada a ver com o que normalmente se imagina.

Marcus M. Mobius, da Universidade de Harvard, e Tanya Rosemblat, da Universidade Wesleyan, simularam um processo de seleção em que dezenas de candidatos preencheram os habituais formulários com dados pessoais, formação acadêmica, experiência profissional e etc. Em seguida, os participantes resolveram um teste de lógica relativamente simples e responderam à pergunta: “Quantos testes desse tipo você seria capaz de resolver em 15 minutos?” Na etapa seguinte, os empregadores avaliaram os candidatos de maneiras diferentes: sem entrevista, apenas examinando currículo e foto do candidato; entrevistando-os pessoalmente; e entrevistando-os por telefone.

Agora, veja que resultados interessantes. Nos casos em que os empregadores avaliaram apenas currículo e foto dos candidatos, a boa aparência não teve influência alguma. Nos casos em que os empregadores entrevistaram pessoalmente os candidatos, os mais bonitos foram os preferidos. E nos casos em que as entrevistas foram por telefone, os mais bonitos também se saíram melhor. Qual seria a explicação para isso, se na entrevista por telefone não dá para julgar a aparência das pessoas?

A explicação é: autoconfiança. Os pesquisadores constataram que os candidatos de melhor aparência transmitiram mais autoconfiança aos empregadores, tanto nas entrevistas cara-a-cara quanto nas realizadas por telefone. E apesar de não terem ido melhor que os demais no teste de lógica, os bonitões se disseram capazes de resolver um maior número de testes do que os outros.

Para mim, isso tem tudo a ver com a auto-estima. Pessoas de boa aparência tendem a se valorizar e se gostar. Consideram que sua beleza é percebida e reconhecida pelos outros e são confiantes de que causam boa impressão. E se pensam isso de si mesmas, acabam causando boa impressão mesmo – não tanto por causa da aparência, como demonstrou o estudo, mas principalmente por causa da autoconfiança.
Agora, precisa ser bonito para ter auto-estima elevada? Claro que não. Temos muitos motivos para nos gostar e valorizar: inteligência, bom humor, competência, conhecimento, experiência, maturidade, simpatia, gentileza, elegância, vontade, coragem, garra, equilíbrio, determinação, atitude, disciplina, sensibilidade... Você mesma, reconhece as qualidades que possui?

Na realidade, o maior fator de auto-estima é saber quem somos, quais são nossas qualidades e potenciais. Dizem por aí que a beleza vem de dentro, o que pode ser um grande chavão, mas não deixa de ser absolutamente verdadeiro. Reconheça toda a sua beleza interna e expresse-a para o mundo com muita autoconfiança. Empregador nenhum conseguirá ficar indiferente a isso!

Por: Leila Navarro (Palestrante Motivacional)

Beijos!!

Look do dia

Muito sono... Mas animada pro fim de semana!!
Regata e saia: Feira da Lua, Goiania
Meia: Lupo
Ankle: Gaston, Porto Alegre

Beijos, bom fim de semana a todos, aproveitem e se cuidem!!

Look do dia!

Opções claras, pra aproveitar o pouquinho de sol que tivemos ontem, antes do temporal! E o toque final do lenço!
Regata e saia: Feira da Lua, Goiania
Lenço: Bangah
Sandália: Renner

Beijos!!

Motivação para dietas

Para o sucesso da empreitada, trabalhar a motivação é essencial

Para uma reeducação alimentar ou uma dieta de sucesso, algumas vezes uma pessoa necessita muito mais do que informações e acompanhamento nutricional. Segundo a nutricionista Ana Carolina Bragança, a mudança precisa ocorrer também em âmbito psicológico. Pensamentos negativos e falta de motivação fazem com que a maioria das pessoas desistam de seguir uma alimentação saudável.

— Durante esses anos trabalhando com nutrição clínica, passei a observar que a maior dificuldade para as pessoas que conseguem emagrecer é manter para vida toda o peso conquistado. Muitos desistem da dieta e recuperam o peso perdido — diz a nutricionista, que trabalha com transtornos alimentares.

Ana Carolina explica que o ideal é aliar a terapia comportamental ao acompanhamento nutricional. Segundo ela, essa técnica, que ela chama de Terapia Alimentar, foi criada proposta pela psicóloga americana Judith S. Beck, da Universidade da Pensilvânia, filha do psiquiátra Aaron Beck, criador da terapia cognitivo comportamental (TCC).

— O trabalho deve ser baseado em técnicas de terapia cognitiva, através de um programa que o paciente aprenda a pensar de uma forma diferente, para que possa modificar seu comportamento, não apenas em curto prazo, mas para o resto da vida. Pesquisas mostraram que as pessoas podem aprender a mudar seu comportamento e, o que é mais importante, manter essa mudança.

A nutricionista afirma que quando não se modifica a maneira de pensar, fica mais complicado sustentar novos hábitos alimentares. A pessoa que pretende reeducar-se precisa identificar as principais distorções que a impedem de fazer uma dieta e alcançar e manter o peso desejado.

Conheça alguns dos pensamentos que podem sabotar uma reeducação:

:: Racionalizações

"Não há mal em comer isto porque..."

:: Subestimação das consequências
"Comer isso não vai fazer diferença..."

:: Pensamentos auto-ilusórios

"Já que exagerei um pouquinho, posso comer tudo o que quiser no resto do dia..."

:: Regras arbitrárias
"Não posso desperdiçar alimentos..."

:: Leitura da mente

"Minha amiga pensará que sou mal educada se não comer o bolo que ela fez..."

:: Exagero

"Não suporto estar com fome..."


Então, vamos parar de desculpas e começar o "Projeto Verão 2011"???
Beijos

Como fazer sua empresa aparecer na internet

Administradores - Fábio Bandeira de Mello

Há 15 anos, fazer um site na internet era considerado apenas uma aposta de algumas empresas para difundir seu negócio. Atualmente, estar nesse canal é palavra de ordem para todos os empreendimentos que querem crescer e ter mais visibilidade em seu segmento.
E isso não é atoa, de acordo com o relatório da União Internacional de Telecomunicações de 2010, a internet é acessada por um em cada quatro habitantes no mundo, número que representa o dobro da base de internautas registrada em 2003.
Só que o aumento de internautas, aumenta também a quantidade de empresas que aderem essa plataforma e, consequentemente, mais concorrentes. Por isso, achar formas para chamar atenção de forma positiva na web é um dos grandes desafios das empresas de todos os segmentos.
Como forma de colaborar com essa situação, Rafael Kiso, diretor de novos negócios da Focusnetworks, agência pioneira especializada em Social Business, oferece cinco dicas para as empresas aparecerem na internet e conseguirem melhores resultados com seu cliente e mercado. Confira!
1. Fazer um bom trabalho de SEO (Search Engine Optmization): é o passo número um para que o seu negócio apareça.
2. Trabalhar backlinks através de relacionamento com blogueiros e parceiros: ter uma boa rede de relacionamento na internet faz com que a sua marca seja usada como referência no assunto. Os blogs são uma ótima porta de entrada, porque são muito lidos e criam uma audiência fiel.
3. Anunciar no Google AdWords: é um investimento relativamente baixo se comparado ao retorno que pode trazer. O Google é a porta de entrada para quase todos os sites, por isso, estar bem colocado significa ter visibilidade e mais acessos.
4. Ser referenciado no Delicious, Wikipedia, Blogs, Formspring, Slideshare, Twitter, LinkedIn, Facebook: redes sociais têm um papel cada vez mais importante no relacionamento com o cliente, por isso, estar presente e bem cotado nestes ambientes é fundamental para se fazer ver na internet.
5. Ficar atento aos sites de reclamação: ser bem visto ou não, depende da situação da sua empresa nos resultados. Por isso, se sites como ReclameAqui aparecerem acima do site da própria empresa ou muito perto, o efeito é sempre negativo.


Fonte: Negócio Certo - SEBRAE

Eu sei, mas não devia

Eu sei, mas não devia

Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E, porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E, porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E, porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora. A tomar o café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E, aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E, aceitando os números, aceita não acreditar nas negociações de paz. E, não acreditando nas negociações de paz, aceita ler todo dia da guerra, dos números, da longa duração.

A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisava tanto ser visto.

A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar. E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagar mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.

A gente se acostuma a andar na rua e ver cartazes. A abrir as revistas e ver anúncios. A ligar a televisão e assistir a comerciais. A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.

A gente se acostuma à poluição. Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro. À luz artificial de ligeiro tremor. Ao choque que os olhos levam na luz natural. Às bactérias da água potável. À contaminação da água do mar. À lenta morte dos rios. Se acostuma a não ouvir passarinho, a não ter galo de madrugada, a temer a hidrofobia dos cães, a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta.

A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo. Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma.
(1972)

Marina Colasanti
nasceu em Asmara, Etiópia, morou 11 anos na Itália e desde então vive no Brasil. Publicou vários livros de contos, crônicas, poemas e histórias infantis. Recebeu o Prêmio Jabuti com Eu sei mas não devia e também por Rota de Colisão. Dentre outros escreveu E por falar em Amor; Contos de Amor Rasgados; Aqui entre nós, Intimidade Pública, Eu Sozinha, Zooilógico, A Morada do Ser, A nova Mulher, Mulher daqui pra Frente e O leopardo é um animal delicado. Escreve, também, para revistas femininas e constantemente é convidada para cursos e palestras em todo o Brasil. É casada com o escritor e poeta Affonso Romano de Sant'Anna.

O texto acima foi extraído do livro "Eu sei, mas não devia", Editora Rocco - Rio de Janeiro, 1996, pág. 09.

As mulheres mais poderosas do mundo!

Ranking das mulheres mais poderosas do mundo (ainda não estou nela!! Rsrsrsrs)

1.       Michelle Obama, 46 anos, Primeira Dama, EUA
2.       Irene Rosenfeld, 57, Executiva, EUA
3.       Oprah Winfrey, 56 anos, EUA
4.       Angela Merkel, 56 anos, Política, Alemanha
5.       Hillary Clinton, 62 anos, Secretária de Estado, EUA
6.       Indra Noovy,  54 anos, Executiva da PepsiCo, EUA
7.       Lady Gaga, 24 anos, Cantora, EUA
8.       Gail Kelly, 54 anos, Executiva Westpac, Austrália
9.       Beyonce, 29 anos, Cantora, EUA
10.   Ellen DeGeneres, 52 anos, Apresentadora, EUA
As mulheres como o poder no mundo!!
Beijos!!!

Look!!

Inspirada no post de renda, usei minha saia, e adorei!!
Blusa e Saia de renda: Renner
Cinto: Bangah
Sandália: Constance

Beijos a todas!! E comentem!!rsrsrs

Saúde: cuidando dos rins

Limpe seus rins
Os anos passam e nossos rins vão filtrando nosso sangue para remover o sal e outros intoxicantes que entram no organismo.
Com o tempo, o sal se acumula e precisamos de uma limpeza.
Como fazer isso?
De um modo simples e barato:
  • pegue um maço de salsa e lave bem;
  • corte bem picadinho e ponha em uma vasilha com água limpa;
  • ferva por 10 minutos e deixe esfriar;
  • coe, ponha em uma jarra com tampa e guarde na geladeira;
  • beba um copo todos os dias.
Você vai notar a diferença: o sal e outros venenos acumulados nos rins saem na urina.
Há muitos anos a salsa é reconhecida como o melhor tratamento de limpeza dos rins. E é um remédio natural!



SOBRE A SALSA
A salsa é uma das ervas com propriedades terapêuticas menos reconhecidas.
Ela contém mais vitamina C do que qualquer outro vegetal da nossa culinária
(166mg por 100g).
Isso é três vezes mais que a laranja.
A salsa contém também ferro (5.5mg /100g), manganésio (2.7mg /100g), cálcio
(245mg / 100g) e potássio (1mg / 100g) .
De acordo com o Padre Kniepp, essa planta é um poderoso diurético, curando a retenção de água no organismo, sendo recomendada para pedra nos rins, reumatismo e cólica menstrual.
Sua alta concentração de vitamina C ajuda na absorção de ferro.
O suco de salsa, sendo uma bebida natural, pode ser tomado misturado com outros sucos, 3 vezes ao dia.
As folhas podem ser mantidas no congelador, e seu uso é recomendo na culinária diária, pois além de saudáveis, dão ótimo sabor a qualquer
receita...


Fonte: http://www.swaha.com.br/